Cerca de 600 pessoas marcaram presença no salão paroquial de Alvarelhos, para conhecerem a dupla Quim Roscas e Zeca Estacionâncio. 

João Paulo Rodrigues e Pedro Alves animaram cerca de 600 pessoas que não quiseram perder esta oportunidade de os verem ao vivo, na noite de sextafeira, dia 18 de junho. Em entrevista ao NT e TrofaTv, João Paulo Rodrigues contou que não foi difícil chegar a Alvarelhos, porque mora a “cinco quilómetros”. O mesmo não se sucedeu com o seu colega Pedro Alves que, teve dificuldades para chegar, pois, “além de ter um sentido de orientação péssimo, tem um QI um bocado limitado e não consegue operar com o GPS” adiantou. Pedro Alves apressou-se a explicar que QI é a marca do seu carro, que é “um bocado limitado e tem um GPS muito complicado”, o que o levou a “ recorrer a esse novo sistema que é o AJP”, que, para quem não conhece significa “Abrir a Janela e Perguntar”.

Brincadeiras à parte, Pedro Alves afirmou que o “pessoal daqui é muito fixe”, um “público cinco estrelas”. Apesar do “calor que estava”, os comediantes divertiram-se “imenso no espetáculo”. Para os comediantes existe um segredo para o sucesso que é, nada mais nada menos, do que “o segredo do cofre que “ têm em casa. Falando mais a sério, Pedro Alves garante que “não há segredo nenhum”, a não ser trabalharem juntos há 12 anos, conversarem em cima do palco, fazerem “muitos espetáculos por ano” e, acima de tudo, gostarem daquilo que fazem.

Esta foi uma iniciativa promovida pelo Grupo de Jovens de Alvarelhos que, com esta noite de comédia, pretendiam angariar “dinheiro para a sede”, ao mesmo tempo que criavam “momentos de diversão para o povo alvarelhense”. Tânia Silva, presidente do Grupo de Jovens de Alvarelhos, acredita que o espetáculo “correu bem”, com “as pessoas a saírem animadas”, o que era um dos seus objetivos. “Sentimo-nos bem e foi bonito. É sempre bom trazer algo diferente a esta freguesia e algo inovador”, afirmou, salientando que a iniciativa superou as expectativas, e que venderam “os bilhetes em muito pouco tempo”, algo que não estavam à espera.

No final do espetáculo, muitas pessoas aproveitaram para estar com os seus ídolos, pedindo-lhes os habituais autógrafos e também tirar fotografias.

{fcomment}