Joaquim-Oliveira-1 

Apesar de o PSD em Alvarelhos ter conquistado menos 17,02 por cento dos votos do que em 2005, Joaquim Oliveira foi reeleito pela maioria dos alvarelhenses. Já o Partido Socialista, liderado por Adriano Teixeira, obteve uma subida significativa, ao conquistar mais do dobro dos votos em relação há quatro anos.

Se em 2005 um total de 316 alvarelhenses votaram no Partido Socialista, quatro anos depois a vontade de mudança parece ter emergido na freguesia comandada por Joaquim Oliveira. Nestas eleições autárquicas o PS aproximou-se de um avanço notável nos resultados ao arrecadar 33,42 por cento dos votos (674), mais 358 do que há quatro anos.

Enquanto não foi possível em tempo útil obter reacções por parte de Joaquim Oliveira, várias vezes contactado pelo NT, Adriano Teixeira, apesar da derrota, estava satisfeito com o resultado no escrutínio, que ditou a eleição de três mandatos do PS para a Assembleia de Freguesia, mais dois que em 2005. O socialista reconheceu a dificuldade em “dar a volta ao resultado em Alvarelhos”, mas salientou que o acto eleitoral “decorreu com toda a normalidade” e houve “uma forte afluência”. “Aumentámos o eleitorado, a secção do PS está orgulhosa do trabalho que fez”, afirmou, em declarações ao NT. Adriano Teixeira que avançou voltar a candidatar-se nas próximas autárquicas, acredita que com Joana Lima à frente da Câmara Municipal será “mas fácil daqui a quatro anos virar o resultado” em Alvarelhos.

Em Alvarelhos o PSD elegeu seis mandatos para a Assembleia de Freguesia e o PS três. Em terceiro lugar para a Junta de Freguesia ficou o CDS-PP com 9,02 por cento (182), seguido pela CDU com 1,29 por centos (26).