As festas em honra do Divino Espírito Santo decorrem na zona envolvente à Capela, em S. Mamede do Coronado, entre os dias 24 e 25 de maio.

Os cavalos de honra da Guarda Nacional Republicana vão “abrir alas” para a passagem da procissão em honra do Divino Espírito Santo, que vai contar com os jovens da Profissão de Fé, figurantes, irmandades, devotos e entidades oficiais, assim como a presença da Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Moreira da Maia e das bandas de música de Pinheiro da Bemposta e de S. Vicente de Alfena. A procissão, que está marcada para as 12 horas e é precedida de missa solene na Igreja Matriz de S. Mamede do Coronado, é “o ponto alto” das festas em honra do Divino Espírito Santo, que começam esta sexta-feira e terminam na segunda-feira.

Na vertente profana, a comissão de festas, presidida por Carlos Freitas, preparou um programa de agrado a todas as faixas etárias e gostos, de forma a atrair o maior número de pessoas. O cabeça de cartaz é Sérgio Rossi, que atua na noite de sábado, depois do espetáculo de Rafaela Santos, que começa pelas 21.30 horas. Na noite de domingo, a partir das 21 horas, há o 3.º Festival Nacional de Folclore do Grupo de Danças e Cantares do Vale do Coronado, que vai contar com a atuação, além do organizador, dos federados Grupo Regional da Pampilhosa do Botão (Mealhada), Grupo Folclórico Cultural e Recreativo de Albergaria-a-Velha, Rancho Folclórico de S. Pedro de Roriz (Santo Tirso), Grupo Etnográfico Rusga de Joane (Vila Nova de Famalicão) e Grupo Folclórico de Santa Marta de Portuzelo (Viana do Castelo).

Carlos Freitas convidou a população a visitar esta romaria, que será “uma grande festa”, prometendo para a noite de segunda-feira “uma grande surpresa”.

Nos últimos meses, a comissão de festas organizou “alguns eventos”, como a “Sardinha do Outono, Festa de Natal com as crianças da catequese e festas da francesinha e da feijoada”, de forma a “conseguir juntar alguns apoios para as festas”. “Agradecemos à população e às entidades que nos apoiaram para conseguirmos fazer estas festas”, concluiu.