Pouco passava do meio-dia quando o sino da Igreja Matriz de S. Mamede do Coronado denunciou o início da grandiosa procissão em honra do Divino Espírito Santo. Pouco a pouco, alinhavam-se fanfarra, confrarias, andores, jovens da Profissão de Fé, banda de música e muitos populares.

 

Reportagem completa para ler na edição número 626 do jornal O Notícias da Trofa.