Os dois jovens presentes esta sexta-feira ao Juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Santo Tirso por alegadamente fazerem parte do Gangue, que esta semana assaltou o posto de abastecimento da A3, o Macdonalds da Maia e de Felgueiras, um saiu em liberdade e outro ficou em prisão preventiva.

A Polícia Judiciária procura mais membros do gangue que poderá ter estado envolvido na morte de um gasolineiro de Valença. Os dois jovens, com cerca de 25 anos, foram detidos anteontem na zona da Maia, indiciados por, horas antes, terem participado em três assaltos nos concelhos de Felgueiras, Maia e Trofa.

Juntamente com outros dois indivíduos, os jovens terão começado por atacar, no espaço de cerca de 40 minutos, os McDonald´s de Felgueiras e da Maia. Terão protagonizado de seguida um assalto à área de serviço da Trofa na A3, pondo-se em fuga num BMW preto, que já tinha sido referenciado por servir de meio de transporte em outros assaltos.

Dois dos alegados assaltantes acabaram por ser detidos numa operação desenvolvida pela PJ na quinta-feira, mas dois acabaram por conseguir escapar.

As autoridades suspeitam, que o gangue seja mais numeroso e alguns dos indivíduos já estarão mesmo identificados, admitindo-se mais detenções nos próximos dias., segundo informação avançada este sábado pelo JN. O grupo é suspeito de ter começado por fazer vários assaltos, sobretudo a McDonald´s e a postos de combustível, fazendo-se transportar num Audi A4 roubado, que acabaria por ser encontrado incendiado na Maia.

Os assaltantes terão ainda consumado alguns roubos de carros à mão armada pelo método "carjacking", sendo que as viaturas eram posteriormente usadas para novas acções criminosas.