Dois homens, de 44 e 34 anos, residentes na Trofa e Mirandela, foram detidos pela Guarda Nacional Republicana, por suspeitas de estarem relacionados com uma vaga de assaltos no distrito de Bragança, durante o período de confinamento em plena pandemia de Covid-19.

Em comunicado, o Comando Territorial de Bragança da GNR, deu conta de que os homens foram detidos “em flagrante” na noite de 5 de maio, depois de terem furtado dois estabelecimentos comerciais em Podence, Macedo de Cavaleiros.

Os suspeitos estão ainda relacionados com, pelo menos, “19 furtos em juntas de freguesia, sedes de associações culturais e recreativas e cafés”, nos últimos meses, o que causou “grande alarme social e preocupação junto de autarcas e população em geral”, descreve a Guarda.

Depois da detenção, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Bragança, com o apoio dos NIC de Santo Tirso e de Mirandela, cumpriram duas buscas domiciliárias, na Trofa e em Mirandela, de onde foram apreendidos 208 maços de tabaco, três televisores, diversos artigos informáticos, mil euros em dinheiro e vários produtos alimentares, entre os quais chouriças e coca-cola.

Presentes ao primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Macedo de Cavaleiros, foi-lhes aplicada a medida de coação de prisão preventiva.