Foi um verdadeiro frenesim o que aconteceu, na madrugada deste domingo, na cidade da Trofa. Cerca da uma hora, o destacamento de Braga da Guarda Nacional Republicana deteve quatro jovens na Rua da Aldeia Nova, na Maganha, Santiago de Bougado, depois de cerca de uma hora de perseguição.

Ao que o NT apurou, tudo começou minutos antes da meia-noite, quando a GNR deu ordem de paragem a uma viatura Fiat Punto, na cidade de Braga. O condutor, residente em Alvarelhos, não obedeceu e iniciou uma fuga, que se prolongou pela autoestrada número 3, por S. Martinho e terminando em Santiago de Bougado, depois de o jovem se ter despistado e embatido contra uma viatura que estava estacionada. Uma viatura da GNR também acabou por colidir contra o automóvel que perseguia.

A perseguição foi feita por militares à civil e em viaturas descaracterizadas.

Após a detenção, a GNR apurou que o condutor de 20 anos estava inibido de conduzir durante dois meses, tendo a carta apreendida pelo Tribunal de Vila do Conde. Houve ainda mais três detenções, dos passageiros do Fiat Punto, um emigrante no Luxemburgo, outro residente em Alvarelhos e outro no Castêlo da Maia.

A GNR da Trofa esteve no apoio aos militares de Braga e os Bombeiros Voluntários da Trofa estiveram no local a socorrer três feridos na sequência do acidente, um deles militar da GNR. Foram todos transportados para a unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave.

Por envolver acidente com militares, a ocorrência foi registada pela Brigada de Trânsito e o Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação foi também chamado ao local.