A Comissão Política Concelhia do PAN – Pessoas-Animais-Natureza – considera importante avançar com o serviço de transportes intermunicipal Mobiave, como ferramenta de “combate às alterações climáticas” e de criação de “melhores condições possíveis de mobilidade a toda a população promovendo a coesão territorial e combatendo as desigualdades”.

Em comunicado, o partido fez saber que enviou questionou a Câmara Municipal da Trofa sobre a execução do protocolo de gestão intermunicipal de transportes, criado em conjunto com os municípios de Santo Tirso e Vila Nova de Famalicão, solicitando ainda “dados sobre o traçado previsto, assim como das características dos veículos a utilizar e o investimento previsto no âmbito da execução do projeto”.

“A importância da mitigação dos riscos de isolamento das populações, em particular dos residentes nas zonas mais remotas do nosso concelho, ficou bem evidente em abril de 2020, em pleno contexto pandémico, quando os serviços de transporte das freguesias do Muro, Alvarelhos e Guidões, assegurados por empresas privadas, foram suspensos, por estas considerarem que o serviço tinha deixado de ser economicamente vantajoso”, sublinhou o porta-voz do PAN na Trofa, Fernando Geração, que acrescenta que população fica refém da “gestão” dos privados, “que regem a sua atividade considerando a rentabilidade da operação”.

“Esta situação poderá ser, efetivamente, melhorada se existir uma oferta de transportes públicos rodoviários”.

No mesmo comunicado, o PAN da Trofa “lamenta a falta de resposta do executivo municipal às questões colocadas” sobre este processo, assim como das “diversas” interpelações “que lhe endereçou”. “O PAN está na Trofa para contribuir para o bem comum, numa democracia que se espera inclusiva, para que seja possível beneficiar de todos os contributos que possam existir”, rematou.