vitor-treinadoradjuntotrofe

Um golo de André Carvalhas ditou a vitória da Naval 1.º de Maio e a quarta derrota consecutiva do Trofense, que baixou aos lugares de despromoção, em encontro da 17.ª jornada da II Liga, disputado na Trofa.

A Naval 1.º de Maio começou por instalar-se no meio-campo do Trofense, mostrando-se superior face aos locais, num jogo em que a equipa da Trofa foi orientada, interinamente, por Vítor Oliveira, ex-guarda-redes e ex-adjunto de duas equipas técnicas do clube nortenho depois da saída, oficializada na quinta-feira, do professor Neca.

André Carvalhas, num cabeceamento por cima, rondou pela primeira vez com perigo a baliza de Marco Gonçalves, aos três minutos. Gomis respondeu, aos nove, com um remate que o guardião Guilherme defendeu sem dificuldades.

O ritmo de jogo, na primeira parte, acabou por ficar morno, com ambas as equipas a mostrarem-se incapazes de construir jogadas de ataque consistentes.

No segundo tempo, os papéis inverteram-se com o Trofense a apostar mais no ataque. Leandro podia ter inaugurado o marcador, aos 49 minutos, mas a bola foi ter às mãos de Guilherme, Gomis também tentou a sorte, aos 56, e Paulinho atirou ao poste, aos 58.

Mas acabou por ser o conjunto da Figueira da Foz a ser mais feliz: aproveitando grande confusão na pequena área, André Carvalhas encostou para a baliza e fez o primeiro, aos 59 minutos.

A Naval 1.º de Maio conseguiu o golo no melhor período do Trofense, que não conseguiu recompor-se e quase permitiu o aumento da vantagem forasteira aos 70 minutos, quando Regula pôs à prova Marco Gonçalves.

A melhor oportunidade dos trofenses para empatar a partida foi já perto do final da partida, mas Guilherme defendeu um remate forte de Jonathan. Depois foi a barra a evitar o golo, após o cabeceamento de Tiago Lopes (90+1).

 

Fonte: Lusa

{fcomment}