A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, com a colaboração da GNR – Posto Territorial da Trofa, identificou e constituiu arguida a presumível autora de quatro incêndios florestais ocorridos nos meses de julho, agosto e setembro, em Alvarelhos, concelho da Trofa, o último na noite da passada terça feira, 8 de setembro.

“O fogo terá sido provocado com recurso a isqueiro, num quadro de aparente inimputabilidade, tendo a autora ateado os incêndios em zona de matos e floresta”, fez saber a PJ em comunicado,

A suspeita, de 41 anos de idade, doméstica, não possui antecedentes criminais, sendo portadora de anomalia psíquica, atestado por relatório médico da especialidade.

A situação foi encaminhada para o Ministério Público.