Durante “bastantes anos”, Miguel Cardoso acumulou as funções de professor e de treinador. Em 2004, abandonou a docência e dedicou-se por completo ao futebol.

José Miguel Azevedo Cardoso. O nome é-lhe familiar? Certamente que não, uma vez que é conhecido por Miguel Cardoso no mundo do futebol profissional. Desde sempre, Miguel Cardoso esteve ligado ao mundo de futebol. Terá sido essa a sua paixão que o fez seguir Educação Física, disciplina que lecionou durante “bastantes anos”, na Escola Secundária da Trofa, na Camilo Castelo Branco e na EB 2/3 de Ribeirão. Ao mesmo tempo, trabalhou na formação do Futebol Clube do Porto. Na altura, como de “ponto de vista económico não justificava apenas ser treinador”, foi conciliando as duas funções: professor e treinador.

Leia a reportagem completa na edição 504 do NT, já nas bancas.