Dois de setembro. Foi esta a data escolhida pela Mercadona para abrir na cidade da Trofa. O supermercado, o 16.º da cadeia de distribuição em Portugal e o 6.º a abrir este ano, está localizado junto à ponte sobre o Rio Ave, na Estrada Nacional 14, em S. Martinho de Bougado, e obedece ao “modelo de loja eficiente” da marca. Ocupará uma área de 1900 metros quadrados e criará cerca de 60 novos empregos.

A abertura na Trofa, que se segue à de Ermesinde – a 18 de agosto -, sustenta o grande projeto de expansão do retalhista, que começou pelo Norte, para beneficiar da proximidade com o bloco logístico de Leão, Espanha, que serve de apoio ao bloco existente na Póvoa de Varzim, desde 2019.

A nova loja caracteriza-se por ter corredores amplos e confortáveis e dois modelos de carrinhos de compras, ergonómicos e leves, que não precisam de moeda. O horário de funcionamento da loja será das 9 às 21.30 horas, de segunda a domingo.

Neste modelo de loja, pode-se destacar o Pronto a Comer, com um menu com 41 refeições distintas, desde as mais tradicionais – salada de bacalhau com grão, bacalhau gratinado, frango assado – às mais práticas, como as massas e pizzas.

Na secção da charcutaria, esta loja apresentará uma zona exclusiva com presunto ibérico cortado à faca.

Outra das secções que mais sucesso faz na Mercadona é a da perfumaria, com uma ilha destinada à maquilhagem e uma colaboradora permanente para dar conselhos e dicas.

Na Mercadona, os produtos têm de ter origem “no melhor fornecedor”, esteja ele onde estiver. É o caso do azeite, naturalmente português e com carimbo da Riazor, de Santarém, ou da manteiga dos Açores, ou do presunto, vindo de Espanha e cuja qualidade é globalmente reconhecida, ou das bolachas belgas, produzidas na Bélgica por um fornecedor que permite ao retalhista apresentar “um produto de qualidade a preços competitivos”.

Neste supermercado não se fazem promoções, antes adota-se a política de “Sempre Preços Baixos”. A confiança nos produtos de marca própria é tal, que as secções não estão atolhadas de marcas, mas apenas com aquelas que o retalhista considera indispensáveis. Hacendado (Alimentação), Bosque Verde (Limpeza do Lar), Deliplus (Perfumeria e Cosmética) e Compy (Cuidado dos animais de estimação) são as principais marcas da Mercadona.

O caminho que a Mercadona tem desbravado para se tornar no supermercado mais português de Portugal sustenta-se por este trabalho contínuo, refletido em distinções já conseguidos, como o reconhecimento da DECO ao vinho Castelo de Moinhos Alvarinhos 2019, na decisão de pagar os impostos neste país e pelo contributo que dá no reforço da economia nacional, ao exportar, atualmente 90 por cento das suas compras a fornecedores comerciais portugueses para Espanha.