Enfermeiro trofense sensibilizou a comunidade para a prevenção do cancro da mama.

Colocar um lenço cor de rosa num local visível do corpo. Este foi o desafio lançado pelo enfermeiro Paulo Martins, que, juntamente com a enfermeira Sara Campos, promoveu uma ação de sensibilização dedicada à luta contra o cancro da mama.
Ao longo da manhã do dia 31 de outubro, os dois enfermeiros sensibilizaram a população “para o problema e prevenção do cancro da mama”, pedindo apenas que as pessoas usassem um lenço cor de rosa num “local visível do corpo”, para que não fosse esquecida “a luta contra o cancro da mama”.
Inicialmente, os dois enfermeiros foram confrontados com alguma “desconfiança” por parte das pessoas, uma vez que, hoje em dia, estas “não acreditam que outros deem alguma coisa sem pedir algo monetário em troca”. “Conseguimos alertar a população para este problema e fazer com que cerca de duas centenas de pessoas usassem um lenço cor de rosa”, afirmou.
Paulo Martins denotou que, “infelizmente, ainda se nota preconceito nos homens pelo uso do lenço cor de rosa”, mas recorda que, “infelizmente o cancro da mama também afeta o homem e, quando é diagnosticado, a taxa de mortalidade é muito superior à mulher”.
Na opinião dos enfermeiros, a ação de sensibilização foi “um sucesso” e uma “bonita iniciativa”, acreditando que, “num futuro, será para voltar a repetir”.