Mais de cinquenta Lambrettas participaram na Trofa no encontro nacional destes veiculos de duas rodas, organizado para assinalar mais um aniversario do Lambretta Clube de Portugal, com sede em Vila do Conde e fundado há cerca de 11 anos. Apesar de a fabrica de Lambrettas ter encerrado há mais de 30 anos, há ainda muitos exemplares a rodar.

  A ideia de organizar na Trofa a concentração de Lambrettas comemorativas dos 11 anos do Clube foi sugerida por José Couto, um dos sócios do concelho da Trofa. Ccada sócio tem a liberdade de organizar (este evento) na sua terra quando quiser, temos ido a várias terras e este ano candidatamo-nos para fazer aqui na Trofa, uma coisa diferente que nunca se viu cá.". Assim, emencontro-lambrettas.gif parceria com a Junta de Freguesia de S. Martinho de Bougado, este evento acolheu cerca de 72 "amantes" deste desporto e como não poderia deixar de ser as 50 lambrettas, que foram mostradas em perfeito estado, como autênticas jóias, porque como afirmou  José David Costa – Presidente do Lambretta Clube de Portugal, "todas as lambretas, constituem património de antiguidade e são verdadeiras preciosidades que se devem preservar", assegurou.

Este Clube, que conta já com 104 sócios portugueses, espanhóis e um inglês, foi fundado em Lisboa por Alfredo Baptista, que esteve 15 anos em Itália e que posteriormente se estabeleceu em Portugal, começou a vender Lambrettas, e fundou o Lambretta Clube Portugal em 1996. Em 2002 José David Costa, o actual presidente, ficou a fazer a gestão do clube, após a morte do fundador.

Realizam os seus encontros anualmente, como por exemplo a Festa de aniversário da fundação e o Encontro de Lambretas e Lambretistas que este ano irá decorrer nos dias 14 e 15 de Julho em Oliveira de Santa Maria- Vila Nova de Famalicão. Têm também o "Eurolambretta", que é um encontro a nível europeu e a ida de Lambretta de Vila do Conde à Galiza.

Como descreveu ao NT, o sócio José Couto, o objectivo do percurso era "tentar passar por algumas freguesias da Trofa para dar a conhecer o concelho e resolvemos então passar por Mosteirô, S. Romão e S. Mamede do Coronado, com passagem  na Santa Eufémia, Alvarelhos, pela Trofa-Velha". O percurso terminou no Parque  Nossa Senhora das Dores, onde o presidente da Junta de Freguesia, José Sá, esperava a comitiva.

Ao NT o autarca garantiu que "esta iniciativa, a que a Junta de S.Martinho se associou, é uma forma de dar a conhecer o nosso concelho e de animar o Parque, considerado como a nossa sala de visitas, mostrando assim diversas actividades que cá se realizam como é exemplo a FAUAT- Feira de Automoveis e Antiguidades, que decorreu também no domingo, 29 de Abril", concluiu o autarca.