quant
Fique ligado

Edição 623

José Manuel Fernandes reeleito para liderar AEBA

Publicado

em

Com “968 votos válidos” e “dez em branco”, José Manuel Fernandes foi reeleito presidente da direção da Associação Empresarial do Baixo Ave (AEBA).

A Assembleia Eleitoral, que se realizou a 11 de maio, tinha a Lista A, liderada por José Manuel Fernandes, como a única concorrente. A acompanhar José Manuel Fernandes na direção está Paulo Sousa (Eurico Ferreira S.A.) como primeiro vice-presidente, Júlio Paiva (ODLO Portugal), Ricardo Carneiro (LITEL), Pedro Roquette (INAPAL METAL), Mário Ramos (SEGURAMOS), Mário Azevedo (BLUEBOX), Joaquim Ribeiro (HENDO), João Luís de Sousa (Vida Económica Editorial), Miguel Dias (Dias Martins & Lopes), Pedro Miguel Pereira (Amândio Silva & Sousa), Carla Azevedo (Trifitrofa) e Filipe Coelho (Cruise Car) como vice-presidentes. Mafalda Cunha continua como vice-presidente executiva.
A Assembleia Geral é constituída por Manuel Pontes (EMPERIL) como presidente, Helena Maia (SANIMAIA) como vice-presidente e Alice Mesquita (Alice Maria Sousa Mesquita) como secretária, enquanto o Conselho Fiscal é formado pelo presidente Miguel Reis (PLMJ), a vice-presidente Anabela Ferreira (INTRAPLÁS) e o redator Altino Osório (AMCO).
Para o triénio 2017-2020, a linha da programação desta direção passa por “contribuir e defender a concretização de uma cúpula agregadora de todo o movimento associativo empresarial, através da sua presença em diferentes eventos ou órgãos como o Conselho Superior Associativo, reforçar e aumentar a base de apoio aos associados, tanto a nível do associativismo sectorial como do regional, e reforçar os programas de formação e de visão estratégica na AEBA, como formato interempresarial com empresas de dimensões semelhantes”.
O programa prevê ainda a “criação da informação digital para as empresas sobre fiscalidade, economia e artigos técnicos” e a “criação de uma estrutura para incubação de novas empresas e apoios a novos empreendedores em parceria com o poder autárquico”. A AEBA quer ainda “valorizar a dimensão internacional exportadoras das empresas associadas e criar condições de melhoria dos apoios para esse fim”, assim como “elaborar eventos de valorização da economia e promover a valorização de requisitos de conjuntura regional e sempre que necessários em cooperação com os poderes regionais autárquicos”.

Continuar a ler...
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Edição 623

Abertas inscrições para a Trofa Urban Race

Publicado

em

Por

A prova está marcada para as 20.30 horas do dia 29 de julho e como centro nevrálgico o Parque Nossa Senhora das Dores e Dr. Lima Carneiro e na Alameda da Estação. A Trofa Urban Race vai desenvolver-se num “circuito fechado de aproximadamente seis quilómetros”, percorrendo as ruas da cidade. Os três primeiros classificados vão ser premiados.
As inscrições já estão abertas e devem ser feitas até às 24 horas do dia 26 de julho ou quando for atingido o “limite de 400 participantes”. O custo da inscrição é de “dez euros por atleta”, que inclui “seguro desportivo, brinde/recordação, abastecimentos sólidos e líquidos, banhos e lavagem de bicicletas. A inscrição ou consulta do regulamento deve ser feita em www.raidbttdatrofa.pt.
Para Xavier Costa, elemento da organização, a Trofa Urban Race vai proporcionar aos ciclistas uma “adrenalina por pedalarem durante três horas numa prova noturna”, podendo “ser emocionante e bonito ter a população a apoiar”.
Além disso, o responsável espera que “a adesão seja em massa e que esgotem as participações”. “Muita gente não conhece o conceito de três horas de resistência urbana, o que nos poderá complicar o número de inscrições. Mas estamos sempre com esperança que irá ter uma boa adesão e temos que trabalhar para isso”, denotou, mencionando que os participantes podem competir a solo, em duplas ou em triplas.
Com a Trofa Urban Race, referiu, a organização pretende “criar um ambiente de festa”, com o público a juntar-se no centro da cidade “para apoiar quem vai participar na prova”.

Continuar a ler...

Edição 623

VTS Padrão com pombo mais rápido pela 4.ª vez

Publicado

em

Por

As provas de velocidade regressaram à campanha columbófila. Desta vez, o local da solta foi Mora, a cerca de 260 quilómetros da Trofa, na manhã de domingo, 14 de maio. Na Sociedade Columbófila Trofa (SCT), o pombo que se destacou foi ****588/15, de VTS Padrão, que cumpriu a distância em duas horas, 41 minutos e 37 segundos, a uma velocidade média de voo de 97,32 quilómetros por hora (1622 metros por minuto). Este não é um feito inédito, o pombo de VTS Padrão já havia mostrado aptidão para as vitórias, uma vez que já havia vencido a prova há 15 dias.
Mas ao nível de concorrentes foi a Team a Trofa a ficar à frente, ao marcar o 2.º, 5.º e 9.º pombos mais rápidos. Carvalheira Sac (4.º e 6.º pombos) e Araújo & Filhos (3.º e 8.º).
Com este resultado, Team Trofa assumiu a liderança na classificação da especialidade, assim como na tabela classificativa geral e em ambas está à frente de VTS Padrão e Araújo & Filhos, respetivamente.
Já o melhor pombo de velocidade é ****931/15, da Team Trofa, enquanto a classificação geral de pombos é liderada por ****701/15, de Team Trofa.
No Campeonato Trifitrofa/Megafibros, competição secundária da SCT, o pombo vencedor da prova de Mora pertence a RPM e o melhor concorrente foi Asas de Rindo. A classificação geral é liderada por Araújo & Filhos.
Na Sociedade Columbófila e Ornitológica do Coronado, a prova de Mora teve como pombo vencedor ****106/16, de Duarte & Companhia, que voou duas horas, 43 minutos e 43 segundos a uma velocidade média de 95,88 quilómetros por hora (1598 metros por minuto). Vítor Martins venceu a etapa por concorrentes.
Na classificação geral, Duarte & Companhia assumiu a liderança, com 1837 pontos, ultrapassando Inocêncio Cardoso, que, porém, tem o melhor pombo da campanha até agora, ****38/15.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também