logotipo_trofense.jpg

 

 

 

O repórter da Trofa FM, Artur Costa, e o repórter fotográfico do O Notícias da Trofa, Hermano Martins, foram agredidos e insultados, no final do jogo Penafiel/Trofense.

Depois do apito final de Paulo Paraty, no Estádio 25 de Abril em Penafiel, o speaker da sonorização do estádio agrediu fisicamente o repórter Artur Costa, incendiando com esta atitude alguns adeptos do FC Penafiel. O repórter fotográfico Hermano Martins do O Noticias da Trofa, fotografou o episódio, passando a ser ele o alvo da fúria dos adeptos penafidelenses.

Insultos, tentativas de agressão e furto de material fotográfico, acompanhados de invasão da cabine de imprensa são alguns dos tristes episódios ocorridos no interior do estádio.

Meia duzia de adeptos descontentes com o trabalho do árbitro e da má prestação da sua equipa, descarregaram as frustrações nas equipas de reportagem da Trofa.

O episódio, despoletado pela actuação do speaker do estádio de Penafiel, que segundo conseguimos apurar está também ligado à direcção do FC Penafiel, é mais uma mancha no futebol português, um exemplo de mau perder e em nada dignifica a restante direcção penafidelense, que foi exemplar na forma como recebeu a Comunicação Social e a equipa do CD Trofense.

Os jornalistas não criaram resultados, não arbitraram o jogo e nem sequer estiveram dentro das quatro linhas a jogar futebol, coisa que a equipa da casa não mostrou saber fazer.

A Direcção do O Notícias da Trofa está solidária com o repórter da Trofa FM Artur Costa e com o fotografo Hermano Martins, que apenas estavam a fazer o seu trabalho…INFORMAR OS QUE NÃO ESTIVERAM NO ESTÁDIO DO FC PENAFIEL.