quant
Fique ligado

Religião

Jipe vai transportar Nossa Senhora de Fátima pelas ruas de S. Martinho

Publicado

em

A paróquia de S. Martinho de Bougado anunciou que, nos domingos de maio, após a missa das 19h00, a imagem de Nossa Senhora de Fátima vai percorrer os lugares da freguesia, transportada num jipe, que estará “preparado para o efeito”.

“O percurso de Nossa Senhora será realizado sem paragens e pede-se às pessoas que não saiam de casa, observando as normas sanitárias vigentes”, sublinhou a paróquia, em comunicado.

No primeiro domingo, dia 2, a imagem percorre os lugares de Ervosa e Abelheira, seguindo-se, no dia 9, Esprela, Gandra, Cavadas Coroa, Real, Carqueijoso e S. Martinho. No dia 16, a imagem vai estar nos lugares de Paradela e Paranho e, no dia 23, em Valdeirigo, Mosteirô, Bairro da Capela e Castêlo. Finzes e Padrão são os últimos lugares percorridos pela imagem, no dia 30.

“As ruas que Nossa Senhora visitará serão apenas as mais importantes. Poderá não ser possível percorrer todas as ruas de cada lugar, pelo pedimos compreensão. Este percurso terminará cerca das 21h30”, informou a paróquia, que sugere aos fiéis que iluminem janelas e varandas com velas ou qualquer outro tipo de luz.

“Durante o Mês de Maio, seria interessante que cada casa arranjasse um pequeno local, com a imagem de Nossa Senhora, para se rezar o terço ou alguma outra oração mariana”, acrescentou.

Por outro lado, durante o próximo mês, as celebrações da eucaristia semanal passarão todas para as 21h00, na Igreja Nova, e nelas será integrada a recitação do terço, incluindo à segunda-feira.

No fim de semana, a recitação do terço será realizada na missa das 19h00, também na Igreja Nova.

Publicidade

Todas estas celebrações serão transmitidas pelas redes sociais: Facebook do Padre Luciano Lagoa e da Paróquia de S. Martinho de Bougado e pelo Youtube.

Continuar a ler...
Publicidade

Edição 765

Bênção dos Universitários na Igreja Nova

A Igreja Nova da Trofa é palco, a 28 de maio, da 7.ª edição da Bênção dos Universitários.

Publicado

em

Por

A Igreja Nova da Trofa é palco, a 28 de maio, da 7.ª edição da Bênção dos Universitários. A cerimónia decorre às 19h00 e, este ano, é possível a participação das famílias dos estudantes, após um ano em que a iniciativa foi reservada aos protagonistas, devido à pandemia da Covid-19.

Celebraremos todos juntos a nossa vida académica e realizaremos a bênção dos estudantes. No final da celebração, ainda teremos os comes e bebes, em que teremos todo o gosto em ter a tua presença para juntos convivermos e partilharmos momentos”, referiu o grupo de jovens Gera’Esperança, que está a organizar o evento. Os interessados em integrar a bênção, devem inscrever-se, até 22 de maio, através do link .

Os universitários devem marcar presença na cerimónia trajados ou envergando a camisola do curso universitário que frequentam.

Continuar a ler...

Edição 764

Jovens Gera Esperança em peregrinação na Semana Santa

O grupo de jovens Gera Esperança cumpriu peregrinação a Santiago de Compostela, durante a Semana Santa. Jornada espiritual foi carregada de simbolismo e experiências inesquecíveis.

Publicado

em

Por

O grupo de jovens Gera Esperança cumpriu peregrinação a Santiago de Compostela, durante a Semana Santa. Jornada espiritual foi carregada de simbolismo e experiências inesquecíveis.

A chuva noturna abençoou a jornada espiritual que o grupo de jovens Gera Esperança, da paróquia de S. Martinho de Bougado, realizou na Semana Santa. De Valença a Santiago de Compostela, as duas dezenas de jovens partiram, a 11 de abril, para uma caminhada de cerca de centena e meia de quilómetros, que foi recheada de momentos marcantes e emoções fortes.
“Tudo que estamos a viver e a experimentar é oração: as etapas do caminho; as refeições partilhadas; o apoio que prestamos (e recebemos) aos nossos amigos; os momentos de convívio; as reflexões em grupo; as orações; as partilhas. Em todos os momentos estamos a rezar. Em todos eles encontramos Jesus e todos eles nos transformam interiormente. ”, escreveu o grupo no segundo dia de jornada, ainda numa fase inicial, mas já com tanto significado.
E o espírito dos Caminhos acompanhou-os, constantemente, tal como é possível perceber pelo resumo do terceiro dia: “É bom ter alguém ao nosso lado que nos cativa; que nos ampara; que canta para nos abstrairmos das dores; que sugere ouvir a oração do passo-a-rezar para encontrar alguma luz; que nos dá a mão para avançar e que para, quando nós paramos, para nos esperar. Como é bom sentir que o grupo está unido! Como é bom perceber que viver é procurar encontros com aqueles que caminham ao nosso lado, estabelecer diálogo e perguntar se está tudo bem”.
Entre momentos de lazer, nos quais tiveram oportunidade de conhecer peregrinos estrangeiros e até jogar volei com atletas da modalidade, os jovens marcaram os caminhos com momentos alusivos à Semana Santa, como a Quinta-Feira: “Partilhamos um pão de ló com o grupo, distribuímos vinho do Porto entre todos. Tal como na última ceia de Jesus com os seus apóstolos. Depois, subimos para o dormitório e continuamos com o mesmo gesto, mas desta vez, de acordo com o Evangelho de João, que narra o episódio do lava-pés: os animadores ajoelharam-se, tomaram uma toalha, uma bacia, um jarro de água e lavaram os pés aos jovens do grupo”.
O contacto com a natureza também foi aspeto que marcou os jovens, que o relataram no diário de viagem que partilharam nas redes sociais. Nele é possível perceber que algumas das etapas é pródiga em paisagens naturais memoráveis e até em momentos de contemplação da vida animal:
“Cruzamo-nos ora com cães e gatos (com ratitos na boca), galinhas e cabras, vacas e cavalos, patos e gansos, corvos, ovelhas; e no nosso andar tínhamos de estar em cuidado para não pisar os caracóis e lesmas que partilhavam o caminho connosco. Nas primeiras horas da manhã escutávamos o alegre canto dos pássaros, dos grilos e rãs”.
A peregrinação terminou no Sábado de Aleluia, com a chegada dos jovens ao templo de Santiago de Compostela. Para trás, deixaram quilómetros de caminho palmilhado, mas e deles colecionaram experiência de vida e momentos inesquecíveis.
“O Caminho é escola, é reflexo, é imagem da própria vida. Encontramo-nos cada vez mais longe do início do Caminho e tudo aquilo que estamos a viver vai-se amontoando na memória, no coração e também nos pés cansados (…) E com a praça repleta de peregrinos, fomos recebidos com aplausos e celebramos juntos, unidos, o concretizar da nossa peregrinação”.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também