Mais de três dezenas de pessoas, entre equipas cinotécnicas, guardas, bombeiros, grupos de btt e outros populares, integram o dispositivo de busca pelo homem desaparecido, desde ontem, na zona da Maganha.

Artur Sá, de 64 anos, foi visto, pelas 17h30, no café perto de casa, na Maganha, mas acabou por desaparecer, não regressando a casa da família para jantar, nem pernoitar. Vestia uma camisola vermelha, calças de ganga e chapéu.

Com patologias do foro psicológico e algumas deficiências físicas, ao nível da visão e audição, Artur Sá, costuma passar os dias pelas zonas da Maganha, Bairros e S. Gens.

A família notou a ausência dele na hora de jantar, tendo procurado pelas zonas onde costuma estar, mas sem sucesso.

Face à ausência demorada, contactou as autoridades, que batem, neste momento, a zona florestal entre a Maganha e Guidões .

Caso tenha alguma informação acerca do paradeiro do homem, contacte o número 922034527.