Select Page

Já abasteceu o seu carro? Pense em fazê-lo pois a greve vai continuar

Já abasteceu o seu carro? Pense em fazê-lo pois a greve vai continuar

A reunião entre a ANTRAM – associação nacional de transportes público rodoviários de mercadorias, o Governo e os sindicatos terminou e ficou apenas acordado a definição de serviços mínimos que são os definidos na requisição civil. Isto é, aeroportos, hospitais e outros pontos de consumos serão abastecidos pelos camiões-cisterna.

Os serviços mínimos que estarão em vigor até ao próximo domingo.

A reunião foi convocada pelo ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, e incluiu a Associação Nacional de Transportes Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM) e o Sindicato Nacional dos Motoristas de Mercadorias Perigosas (o sindicato que convocou a greve). Foi marcada para as 21h00, nas instalações do Ministério dos Transportes, em Lisboa. O secretário de Estado, Jorge Delgado, também estará presente.

O presidente da ANTRAM (associação patronal do setor), Gustavo Paulo Duarte, disse que  “esta reunião saiu aquilo que sempre esteve para sair, o único objetivo desta reunião era a clarificação dos serviços mínimos e da requisição civil, para perceber quem é que efetivamente tem de cumprir uma exigência legal”.

Os serviços mínimos definem que aeroportos, hospitais, bombeiros, polícia, vão ter 100% de abastecimento. Sobre os postos civis está clarificado que são 30% do volume habitual nos grandes centros urbanos.

Aos demais população “vamos tentar trabalhar fora da greve, fazer com elas esse serviço”, disse ANTRAM.

“Estamos de acordo em falar com o sindicato mas tem que haver uma clara intenção de levantamento de greve. A ANTRAM não pode aceitar falar sobre pressão com o sindicato”, disse o presidente da ANTRAM à saída da reunião.

O sindicato, por seu turno, disse que conquistou “a promessa da ANTRAM em frente do senhor ministro [Pedro Nuno Santos] de que estaria disponível para conversar connosco”.

“Até reunirem connosco e até chegarmos a uma conclusão a greve continuará e o estado crítico irá aumentar”, prometeu o sindicato.

“Os serviços mínimos vão ser cumpridos”, garante o presidente do sindicato dos motoristas dos transportes de materiais perigosos.

A requisição civil espera que a ANTRAM envie a listagem de pessoas que são necessárias para a requisição civil, disse ainda o sindicalista.

“Os trabalhadores que irão prestar os serviços mínimos serão aqueles que não aderiram à greve”, disse ainda Pedro Henriques.

Os serviços mínimos permitem abastecer 40% dos postos de combustíveis em Lisboa e Porto “só” que é que está nos despacho, adiantou. “Antecipo um problema para todas as outras zonas do país”, disse ainda o presidente do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP).

Fonte: Lusa

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização