Select Page

Homem em prisão preventiva por violência doméstica

Homem em prisão preventiva por violência doméstica

Os militares do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) do Porto e do Posto Territorial da Trofa da GNR, ontem, dia 21 de junho, detiveram um homem de 33 anos, por violência doméstica, no concelho de Trofa.

Um homem com antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, havia sido condenado, em 2018, a uma pena de 2 anos e 8 meses de prisão, que ficou suspensa na sua execução por três anos, e ainda às penas acessórias de proibição de contactar por qualquer meio e de se aproximar da vítima, sua mulher, de 32 anos, controladas por pulseira eletrónica, medidas estas que nunca respeitou, continuando a ameaçar a vítima, e todos aqueles que desta se aproximassem, utilizando para o efeito as filhas de ambos, com 4 e 9 anos de idade, que declararam temer a morte da mãe.

Estando a decorrer novo processo crime, investigado pelo NIAVE, no qual o suspeito se encontra indiciado dos crimes de violência doméstica agravada, maus tratos e violação de proibições, no dia 19 de junho, numa conferência de pais, realizada no âmbito de um processo de alterações das responsabilidades parentais, este não concordou com as medidas apresentadas, injuriando e ameaçando os presentes, nos quais se incluem a vítima, a juíza e a procuradora presentes, tendo abandonado as instalações do Tribunal para parte incerta, e, em ato contínuo, cortado a pulseira eletrónica, passando, desta forma, a ser indiciado do crime de perturbação de funcionamento de órgão constitucional.

Assim, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção, entretanto emitido, tendo o detido sido presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos, onde lhe foi aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização