helena_sacadura_cabral

A jornalista e economista Helena de Sacadura Cabral esteve este fim-de-semana em Vila Nova de Famalicão, onde aproveitou para visitar diversos locais da região eternizados na obra de Camilo Castelo Branco. A jornalista visitou a casa onde viveu e se suicidou o romancista e percorreu atentamente a exposição sobre as mulheres da sua vida. Teve também oportunidade de se deslocar ao Museu da Fundação Arthur Cupertino de Miranda e apreciar uma excelente mostra de pintura surrealista do tempo de Cruzeiro Seixas.

 

A Câmara Municipal de Famalicão proporcionou-lhe ainda um passeio por alguns dos locais onde decorreu parte da sua juventude e que ele tão bem descreve nalguns dos seus livros: Samardã, Vilarinho da Samardã e Ribeira de Pena.

Antiga directora do Centro Nacional de Cultura, Helena Sacadura Cabral, que é também a mãe dos políticos Paulo e Miguel Portas, mostrou-se muito agradada com o acolhimento de que foi alvo, e refere-se no seu blogue sobre a sua estada em Famalicão: “Sabendo do meu apreço pela boa comida, o roteiro gastronómico foi de tal qualidade que não consigo eleger nem o melhor restaurante nem o melhor prato. Foi tudo pensado com tanto cuidado que só posso dizer que esta “digressão camiliana” me deixou rigorosamente de água na boca!”

Helena de Sacadura Cabral foi a convidada da iniciativa “Um Livro, Um Filme” que decorreu na Casa de Camilo, em S. Miguel Seide e contou com a presença de mais de uma centena de pessoas.

“Gran Torino” de Clint Eastwood foi a película escolhida pela convidada. Neste âmbito, a sessão começou com a explicação das razões que levaram a jornalista “àquela opção e com as pistas para o modo como encarara a mensagem de Clint”, conforme explicou. Seguiu-se a projecção do filme e, finalmente, o diálogo. “Fiquei muito contente com o resultado e espero que quem me ouviu também tenha ficado”, salientou a convidada no final da cerimónia. Helena Sacadura Cabral explorou algumas das questões mais prementes suscitadas pelo filme como o preconceito, a intolerância, o respeito pelo próximo, o direito à diferença, a violência urbana, as relações mestre/aluno, a religião e a religiosidade, os conflitos de gerações (pais/filhos e avô/netos), a força da palavra e os afectos e os relacionamentos do protagonista com a família e os vizinhos.

Na próxima sessão de “Um Livro, Um Filme”, a realizar no dia 27 de Novembro de 2009, pelas 21h30, o convidado será o Professor Manuel Sobrinho Simões, um dos mais notáveis cientistas portugueses e um dos maiores especialistas do mundo do cancro da tiróide. O filme escolhido e a comentar por Sobrinho Simões é “Culpa Humana”, de Robert Benton, com as interpretações memoráveis de Anthony Hopkins e Nicole Kidman.