Alunos e professores da Escola Profissional FORAVE e da escola croata Elektrostrojarska škola Varazdin realizaram “um período de work-based learning”, que decorreu de 4 a 23 de março.

O ponto de partida para este projeto foi “a operacionalização do sistema ECVET, isto é, a transferência, o reconhecimento e a validação de competências profissionais adquiridas em diferentes países e sistemas”.
Este período de work-based learning foi realizado no âmbito do projeto Erasmus + “ECWORK- ECVET for work-based learning”, o “primeiro projeto deste tipo realizado na Croácia”.
Entre os dias 4 e 17 de março, Miguel Ferreira e João Fernandes, alunos do 2.º ano da turma de Eletrónica, Automação e Comando, estiveram na escola croata e em várias empresas da região, onde desenvolveram “o projeto desenhado pelos professores da Forave e da Elektrostrojarska, durante uma reunião realizada, em 2017, em Piraeus, Grécia”. Já de 11 a 23 de março, foi a vez dos alunos croatas Rudolf-Leon Filip e Matija Dvorski estarem na FORAVE e na empresa SETLEVEL, onde “desenvolveram o mesmo projeto, maioritariamente em contexto de empresa, e realizaram visitas às empresas C-ITA e Preh”.
No âmbito deste projeto, e “como forma de apoiar futuras ações”, foram desenvolvidos, em “parceria com escolas profissionais, empresas de formação e universidades da Grécia, Chipre e Espanha, guias de boas práticas para escolas, alunos e empresas no que respeita à implementação do sistema ECVET em cursos de nível 4 e 5 do ensino profissional”. Os trabalhos realizados para este projeto podem ser consultados no website do projeto http://ecwork.eu/.