A Associação Um Animal Um Amigo foi reativada em 2014 e conseguiu que quase 300 animais fossem adotados. Ainda assim, o canil continua sobrelotado. Responsável da coletividade falou dos elevados custos em tratamentos clínicos e obras no canil e apelou à solidariedade dos trofenses.

 Em atividade desde março de 2014, a Associação Um Animal Um Amigo (AUAUA) conseguiu que 279 animais fossem adotados. Os cães e gatos que ganharam uma nova família estavam no canil ou na sede da associação. No ano passado, a AUAUA encaminhou 124 animais para tratamento veterinário, como cirurgias e medicação.

Com um resultado operacional que orgulha os responsáveis, a AUAUA continua a não ter mãos a medir para o número de animais abandonados. Neste momento, o canil está sobrelotado, com o acolhimento de 64 cães e cinco gatos. Além disso, as elevadas despesas com tratamentos médicos, obras no canil e alimentação fazem com que a associação não se canse de pedir ajuda.

Leia a reportagem completa na edição 506 do NT, já nas bancas.