A cozinha tradicional da Trofa é rica e variada em sabores fortes e naturais devido à forte ligação com o modo de vida dos antepassados. Os fins de semana gastronómicos, organizados pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal, através da iniciativa “portoenorte.come”, têm o intuito de reavivar essas memórias e fazer provar o sem número de propostas gastronómicas que marcam a identidade de uma região.

Nos dias 3, 4 e 5 de maio, os rojões e o leite de creme vão ser reis nas mesas trofenses. Estas foram as iguarias escolhidas este ano pela autarquia, para que apreciadores e turistas se deleitem nos restaurantes aderentes. Este ano participam a Churrascaria Félix, em Guidões, o Flor do Ave e Julinha Gourmet, em Bairros, a Lina O Bebedouro, na Maganha, a Micas Casa Campos, em Covelas, o Motoclube, em Lantemil, os Braguinhas e Tourigalo, na Reta das Pateiras, o S. Cristóvão e o S. Pantaleão, no Muro, e o São Romão, em S. Romão do Coronado.

Na casa dos lavradores, para além das aves de capoeira criavam-se também os porcos. A matança do porco dava-se na altura do tempo frio e em épocas festivas. O aproveitamento de todas as carnes do porco inclusive o sangue deu origem a uma panóplia de “pratos fartos” que permanecem no tempo, nomeadamente os rojões. Para acompanhar esta iguaria, a autarquia sugere o vinho verde Castro Trofa e para sobremesa o delicioso leite-creme.