Marchas populares, cascata de S. João e música prometem animar freguesia nos dias 22, 23 e 24 de junho.

 A população de Guidões já está em contagem decrescente para as maiores festas da freguesia. Estas têm um significado acrescido, já que realizam-se pela última vez, ainda sem a nova reorganização administrativa. Por isso, a comissão de festas, criada este ano, quer que a romaria tenha tanta ou mais qualidade que a dos anos anteriores, para “mostrar que Guidões tem força”. Nuno Moreira, um dos elementos, tem a “pretensão” de ver as festas fortalecidas com a agregação da freguesia com Alvarelhos. “Nestes moldes, todos os anos é preciso arranjar uma comissão de festas a ferros. Para o ano, com a alteração, pode ser um ponto de viragem, que traga mais força e, quem sabe, as pessoas de Alvarelhos venham ajudar”, afirmou.

Os dias que antecedem a festa são de “muito trabalho”, principalmente na etapa de angariação de fundos. “Temos feito um peditório pela freguesia e por empresas de dentro e fora do concelho, mas uma grande parte das que estão na Trofa ajudaram-nos, pelo deixamos o nosso agradecimento, que se estende à população que nos ajuda em tudo o que pode”, referiu.

Leia a reportagem completa na edição desta semana d’ O Notícias da Trofa, disponível num  quiosque perto de si ou por PDF.