quant
Fique ligado
contador eletricidade contador eletricidade

Noticias

EDP Comercial aumenta preço da eletricidade em 3% a partir de maio

Publicado

em

A EDP Comercial anunciou hoje que vai aumentar o preço da eletricidade aos clientes domésticos em 3%, a partir de maio, uma atualização “em linha com o recente anúncio de ajuste da tarifa do mercado regulado”, apontou a empresa.

“Esta atualização vigorará a partir de maio e representa uma variação média de 3%”, disse fonte oficial da elétrica.

Em janeiro, a EDP tinha já aumentado as tarifas da eletricidade, numa média de 2,4%.

“Ao longo dos últimos anos, a EDP Comercial tem procurado garantir estabilidade aos seus clientes, atualizando as tarifas apenas no início de cada ano, mesmo em períodos de flutuação dos preços nos mercados grossistas”, referiu a EDP.

No entanto, acrescentou, “o atual contexto internacional intensificou esta instabilidade e provocou uma subida no preço de aquisição de eletricidade, que é atualmente cerca de três vezes superior ao que foi registado no último trimestre do ano passado”.

A Galp anunciou também esta semana que vai subir as tarifas aos clientes domésticos a partir de 15 de abril, com aumentos mensais de até três euros no gás natural, e entre um e dois euros na eletricidade, confirmou fonte oficial.

Na nota enviada aos clientes, a que a Lusa teve acesso, a Galp destaca que “os novos preços […] refletem o aumento do custo de aquisição de energia em linha com a evolução do preço no mercado internacional”, indicando os novos valores, mas sem referir a variação em causa.

Publicidade

Contactada pela Lusa, fonte oficial da Galp adiantou que “para os principais escalões de gás natural os aumentos mensais variam entre os 1,6 e os três euros, e para as principais potências contratadas no caso da eletricidade entre um a dois euros”.

As tarifas da eletricidade no mercado regulado, por sua vez, vão aumentar cinco euros por megawatt-hora (MWh), a partir de 01 de abril, o representa um acréscimo de aproximadamente 3% na fatura média mensal de eletricidade, divulgou esta semana a ERSE.

Em comunicado, a ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos referiu então que o aumento abrange os consumidores no mercado regulado, que em janeiro eram 927 mil clientes (cerca de 6% do consumo total).

Os mercados grossistas de eletricidade e de gás natural já atravessavam uma crise energética, com valores historicamente elevados, tendo a escalada de preços disparado com a guerra na Ucrânia, alcançando valores dez vezes superiores aos que se registavam no início de 2021.

Continuar a ler...
Publicidade

Edição 766

Anúncio do ministro sobre concurso para nove ponte “é plano de intenções”, diz PCP

A comissão concelhia do PCP da Trofa emitiu um comunicado a propósito do anúncio do ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, para o lançamento do concurso, até final do ano, para a construção da nova ponte sobre o Rio Ave.

Publicado

em

Por

A propósito do anúncio do ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, para o lançamento do concurso, até final do ano, para a construção da nova ponte sobre o Rio Ave, a comissão concelhia do PCP da Trofa emitiu um comunicado referindo que tal informação do governante não passa de “boas intenções”, uma vez que “no quadro da discussão do Orçamento do Estado, este não contempla nenhuma verba para a execução da obra”.
“O ministro anunciou a construção de uma nova ponte sobre o rio Ave que ligará Trofa a Famalicão, estando prevista a conclusão da mesma no início de 2025. Sendo já conhecidos os problemas de trânsito na atual ponte da EN14, a sua construção só peca por atraso, sendo sempre adiada pelos sucessivos governos PS/PSD/CDS”, acrescentam os comunistas, que garantem “continuar na defesa da melhoria das acessibilidades bem como o cumprimento dos compromissos assumidos”.
No mesmo comunicado, o PCP recorda que a nova ponte é, “a par do metro”, uma “infraestrutura que os trofenses conhecem meramente no papel”.
Pedro Nuno Santos anunciou que a nova ponte sobre o Rio Ave, inserida no projeto da variante à EN14, deverá estar concluída em 2025. O ministro respondia a uma interpelação do deputado famalicense Eduardo Oliveira, do PS, acrescentando que o investimento ronda os 50 milhões de euros, fundos que virão do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Continuar a ler...

Edição 766

Banco Alimentar com campanha de recolha este fim de semana

Este fim de semana, o Banco Alimentar Contra a Fome leva a efeito mais uma campanha de recolha de bens nos supermercados de todo o país.

Publicado

em

Por

De forma a reforçar as reservas de alimentos para quem mais necessita, nos dias 28 e 29 de maio, o Banco Alimentar Contra a Fome leva a efeito mais uma campanha de recolha de bens nos supermercados de todo o país. Na Trofa não será exceção, pelo que voluntários estarão nos estabelecimentos a pedir uma contribuição da população.

Tiago Jesus

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também