Alunos do Jardim de Infância e Escola Básica de Cedões, em Santiago de Bougado, participaram num workshop de barro, no qual criaram figuras com características do Galo de Barcelos.

 De um convite a Vítor Macedo para contar uma história na sala de aula da filha, surgiu a ideia de dar um workshop em barro a todos os alunos do Jardim de Infância e Escola Básica de Cedões. Isto porque, segundo o próprio, as suas histórias “são mais contadas pelas mãos”.

A coordenação da escola achou “uma ideia magnífica” e escolheu o último dia de aulas do 2º período, sexta-feira, dia 15 de março, para promover esta atividade, que tinha como objetivo “dar a conhecer as pequenas coisas que se podem fazer com um bocado de barro”.

Como Vítor Macedo está a criar peças que contam “a história” do Galo de Barcelos, decidiu levá-las para mostrar aos mais novos, tendo sido esse o tema das suas criações. “Eles vão criando outras figuras e acrescentam sempre um bocadinho do galo. Podem fazer um cogumelo e depois põem uma crista. Estão a criar ao gosto deles”, exemplificou.

Durante o workshop, Vítor Macedo explicou como se molda e fazem os moldes, bem como todo o processo de trabalhar o barro até ao produto estar cozido e pronto a pintar. As crianças ficaram “admiradas como é que se faz assim umas peças”, uma vez que elas “pensam que muitas das coisas nascem feitas”. “Eles acham uma coisa diferente pegar num bocado de matéria e transformar em algo”, afirmou.

Depois de os alunos terem criado as suas peças, estas levaram a sua assinatura e, depois de “cerca de semana e meia a secar”, vão ser cozidas por Vítor Macedo, que depois as trará de volta à escola, para que as crianças as pintem e levem para casa “como recordação do trabalho que fizeram”.