Os deputados do PAN – Pessoas-Animais-Natureza solicitou, através de um requerimento, uma audição “com carácter de urgência” do ministro do Ambiente para “esclarecer os potenciais impactos socioambientais decorrentes da construção de diversas centrais fotovoltaicas, algumas das quais em zonas naturais sensíveis”.

Em comunicado, o partido assume que, entre os investimentos que causam “preocupação”, está o previsto para o concelho da Trofa. Somam-se ainda os projetos na Herdade da Torre Bela, que, há meio ano, foi notícia pela morte de 500 animais, e em Santarém, Cartaxo, Alenquer e Cercal do Alentejo.

“O PAN entende que as centrais fotovoltaicas são uma solução viável para a produção de energia limpa e que Portugal reúne excelentes condições para a instalação deste tipo de projetos. Contudo, defende que a sua instalação deve respeitar os interesses das populações locais, o ambiente e a biodiversidade”, argumenta o partido, que reclama participação da população no processo e mais transparência por parte das entidades públicas.

“No entender do PAN, infelizmente, não é isso que não tem acontecido, pelo que considera fundamental que, numa altura em que existem tantos processos de licenciamento em curso, o Governo e os dirigentes de organismos com responsabilidade nesta matéria possam apresentar explicações no Parlamento e esclarecer as dúvidas que se têm acumulado”, conclui.