Com o objetivo de “saber” quais “as necessidades e lacunas que existem nas comissões de proteção de crianças e jovens (CPCJ) do norte do país”, Ângela Moreira, deputada pelo PCP na Assembleia da República (AR), fez um périplo pelas instituições.
Depois deste périplo, a deputada vai apresentar as falhas ao grupo parlamentar do PCP, para ver o que se “pode fazer para tapar estas lacunas que existem”. Na manhã do dia 28 de maio, Ângela Moreira, acompanhada por outros dirigentes da concelhia do PCP, esteve reunida com a CPCJ da Trofa. No final da reunião, a deputada adiantou que “a falha não passa pela CPCJ, mas pelo sistema e pela forma como isto funciona”.

Leia a reportagem na íntegra na edição nº 671 do jornal O Notícias da Trofa