quant
Fique ligado

Desporto

Depois de 3 adiamentos começou hoje o julgamento do caso Trofense

Publicado

em

Começou na manhã desta segunda feira, depois de adiado 3 vezes, o julgamento do caso Trofense.

As sessões realizam-se na sala dos Bombeiros Voluntários de Valadares, em Vila Nova de Gaia e decorrem nos dias 6, 7, 8 e 9 de setembro.

Este é o terceiro local escolhido para acolher o julgamento, depois de, no primeiro adiamento, em outubro de 2020, os advogados se terem queixado da “falta de condições de trabalho”, no auditório municipal de Vila Nova de Gaia. Nessa altura o vereador Renato Pinto Ribeiro, um dos arguidos, esteve mesmo em isolamento profilático devido a contacto com uma pessoa infetada com COVID-19, levando a adiamento do julgamento.

Recorde-se que sete pessoas são acusadas pelo ministério público de abuso de poder, falsificação de documentos, fraude na obtenção e desvio de subsídio, num caso que envolve a Câmara Municipal da Trofa e o Clube Desportivo Trofense, assim como duas empresas da Trofa.

Em causa está uma alegada “falta de fiscalização” das “verbas públicas atribuídas pela autarquia para obras de manutenção e requalificação do Complexo Desportivo do Trofense, em Paradela”, acabando o dinheiro alegadamente desviado pelo então presidente do clube Paulo Melro, para pagamentos de salários e outras despesas do futebol profissional do Trofense. As verbas em causa estariam, alegadamente, destinadas à requalificação dos relvados e apoio na construção de uma sala de estudos no complexo do clube em Paradela. Nesse ano (2014) o Clube Desportivo Trofense viu ser-lhe atribuído um valor global de 135 mil euros de subsídios por parte do município.

O caso remonta a julho de 2014 data em que a Câmara da Trofa assinou um contrato programa de desenvolvimento desportivo, com o Clube Desportivo Trofense, no valor de 135 mil euros, para apoiar as camadas jovens do clube.

A Câmara Municipal da Trofa terá pago a totalidade do subsídio previsto no referido contrato programa, dos quais 60 mil se destinavam a “obras de conservação e manutenção no complexo desportivo de Paradela”. No entanto, sabe-se agora que, de acordo com a acusação do Ministério Público (MP),“não foram efetuadas” as obras.

Publicidade

O esquema passaria pela apresentação por parte do C.D.Trofense de faturas do montante das obras alegadamente realizadas, juntando depois um requerimento com a discriminação das obras. Os técnicos da câmara validaram as despesas, segundo o MP, sem as fiscalizar, através de uma informação, despachada favoravelmente por Artur Costa, chefe de divisão do Desporto, Cultura e Turismo da Câmara Municipal da Trofa e pelo diretor de departamento Vicente Seixas. Com a concordância do vereador Renato Pinto Ribeiro, que despachou a 22 de janeiro de 2015 foi pago cerca de um mês depois, por transferência bancaria o montante de 22.500 euros, referente à última tranche ainda em falta.

Na sequência das denúncias recebidas, a Polícia Judiciária do Porto “efetuou buscas ao Clube Desportivo Trofense e às instalações da Câmara da Trofa, tendo recolhido documentos e conteúdo dos servidores da câmara e procedeu à cópia dos ficheiros eletrónicos das caixas de correio do presidente da Câmara, Sérgio Humberto e da sua chefe de gabinete, Zita Formoso, de acordo com o despacho de acusação a que o NT teve acesso.

O julgamento realiza-se no auditório municipal de Vila Nova de Gaia pelo devido ao facto de o tribunal não ter uma sala que permita realizar em segurança, devido ao Covid-19, o julgamento.

Continuar a ler...
Publicidade

Desporto

Trofense venceu a BSAD ao cair do pano

Bruno Almeida ‘bisou’ e fez o golo da vitória do Trofense sobre a BSAD por 3-2, na primeira jornada da II Liga portuguesa de futebol, com uma expulsão para os lisboetas e um penálti desperdiçado por Djalma.

Publicado

em

Por

Bruno Almeida ‘bisou’ e fez o golo da vitória do Trofense sobre a BSAD por 3-2, na primeira jornada da II Liga portuguesa de futebol, com uma expulsão para os lisboetas e um penálti desperdiçado por Djalma.

Contra a corrente do jogo, Edgar Pacheco inaugurou o marcador para a BSAD, aos 35 minutos, mas a tarefa ficou complicada quando Tembeng viu dois cartões amarelos e foi expulso no mesmo minuto (37).

No segundo tempo, Bruno Almeida empatou, aos 65 minutos, Okitokandjo assinou a reviravolta (76) e, já depois de Djalma desperdiçar uma grande penalidade (86), Luís Mota ‘gelou’ o estádio com o golo do empate, mas Bruno Almeida devolveu a alegria aos trofenses com o golo da vitória, aos 90+5 minutos.

Num primeiro tempo em que o Trofense desperdiçou várias oportunidades para chegar à vantagem, a equipa de José Maria Pratas colocou-se na frente do marcador numa jogada de insistência, com Kikas a servir Edgar Pacheco que desviou de Miguel Santos.

Nos festejos, Tembeng levou cartão amarelo por demorar a regressar ao seu meio-campo e, no reatamento, entrou fora de tempo sobre Vasco Rocha, recebendo o segundo amarelo e respetiva ordem de expulsão antes do intervalo.

Sem alterações ao descanso, Okitokandjo ficou perto de marcar por duas vezes, Alisson Safira e Gustavo Santos tiveram um golo anulado para cada lado por fora de jogo e Bruno Almeida rematou ao poste, ainda dentro dos primeiros 10 minutos do segundo tempo.

Os lisboetas conseguiram suster a pressão e até chegaram à frente com perigo, mas num lance de insistência, o recém-entrado Djalma trabalhou bem sobre a direita e serviu de bandeja Bruno Almeida que rematou colocado para o empate.

Publicidade

A igualdade quebrou o espírito anímico da BSAD e, pouco depois, Andrézinho, que tinha saltado do banco, isolou Okitokandjo com um grande passe picado, o neerlandês recebeu de peito, tirou Álvaro Ramalho da frente e empurrou para a baliza deserta, assinando a reviravolta.

No entanto, o maior dramatismo ficou guardado para os últimos minutos, com Djalma a falhar uma grande penalidade, no reatamento Daniel Liberal desperdiçou um ataque em superioridade numérica e, após o pontapé de baliza, Jójó ganhou dois lances divididos de cabeça e isolou Luís Mota que ‘disparou’ para o golo do empate.

Nos últimos segundos, Djalma e Bruno Almeida construíram sobre a esquerda e, já dentro de área, o angolano serviu o português que rematou forte ao primeiro poste e ‘selou’ a vitória para Sérgio Machado.

Continuar a ler...

Desporto

Trofense apresentou-se e perdeu por 1-2 frente ao Boavista

Publicado

em

Por

O futebolista brasileiro Welves foi hoje a maior atração durante a apresentação do Trofense, logo após ter sido anunciado como reforço do clube da II Liga para 2022/23, numa sessão prévia ao jogo com o primodivisionário Boavista, jogo em que a equipa da Trofa perdeu por 1 a 2.

O extremo, de 21 anos, que acabou mesmo por ser o marcador do golo da equipa da Trofa, foi um dos 24 atletas que subiram ao relvado do Estádio do CD Trofense, na Trofa, após se despedir dos ucranianos do Lviv, que o tinham emprestado aos estónios do Nõmme Kalju no primeiro semestre de 2022, tendo cumprido 10 duelos.

Além de Welves Santos, os guarda-redes Miguel Santos e Tiago Silva, os defesas Pablo Maldini e Tiago Manso, os médios Tiago Antunes e Vilson Caleir e os avançados João Traquina e Stevy Okitokandjo surgiram entre os nove reforços mostrados pelo Trofense.

Os quase 300 espetadores presentes no recinto também aplaudiram os defesas Marcos Valente, que esteve emprestado em 2021/22 ao Vilafranquense, da II Liga, e Duarte Carvalho, oriundo da formação, e o médio Paulo Leiras, regressado do Ribeirão 1968.

A formação comandada por Sérgio Machado conservou apenas 12 atletas face à última campanha, finalizada no 13.º lugar do segundo escalão, com 40 pontos, cinco acima da zona de descida, rumo à 10.ª presença, e segunda seguida, neste patamar competitivo.

Em sentido inverso, o Trofense já assistiu às saídas dos guarda-redes Rodrigo Moura, Rogério Santos e Vítor São Bento, dos defesas Ange Mutsinzi, João Paulo, Keffel Resende e Tito Júnior, dos médios Matheus Índio, Nurettin Korkmaz e Rodrigo Ferreira e dos avançados Adilson Silva, Barth Diedhiou, Bruno Moreira, Capita e Elias Achouri.

Impulsionado por um ‘pleno’ de quatro vitórias na reta final da edição 2021/22 da II Liga, que asseguraram a permanência à 33.ª e penúltima jornada, o treinador Sérgio Machado renovou contrato em maio com os vencedores do Campeonato de Portugal em 2020/21.

Publicidade

Já Bárbara Almeida subiu à presidência da SAD do Trofense, em substituição do antigo avançado internacional português João Tomás, que ingressou no promovido Torreense como diretor desportivo, função exercida na primeira das duas épocas vividas na Trofa.

A apresentação do Trofense prosseguiu com um jogo frente ao Boavista, que iniciou às 19:00, no ocaso de um mês em que bateu os primodivisionários Famalicão (2-1) e Paços de Ferreira (1-0), o Leixões (2-0), da II Liga, e o Vitória de Guimarães B (2-0), da Liga 3.

A pré-temporada da equipa de Sérgio Machado contemplou ainda um empate diante do São João de Ver (0-0), do terceiro escalão, e derrotas com os ‘secundários’ Estrela da Amadora (0-1) e Vilafranquense (0-2) e frente ao Vitória de Guimarães (1-4), da I Liga.

Os nortenhos, campeões da II Liga em 2007/08, estagiaram em Peniche, de 10 a 16 de julho, e vão estrear-se na edição 2022/23 do campeonato com uma receção ao recém-despromovido BSAD, em 06 de agosto, às 15:30, no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

Plantel provisório do Trofense para 2022/23:

– Guarda-redes: Miguel Santos (ex-Mafra) e Tiago Silva (ex-Leixões).

– Defesa: Daniel Liberal, Tiago Manso (ex-Estoril Praia sub-23), Caio Marcelo, Marcos Valente (ex-Vilafranquense), Pablo Maldini (ex-Estoril Praia sub-23), Duarte Carvalho (ex-júnior), Ange Mutsinzi,Tiago André e Simão Martins.

Publicidade

– Médios: Beni Mukendi, Tiago Antunes (ex-FC Porto sub-19), Paulo Leiras (ex-Ribeirão 1968), Vasco Rocha, Vilson Caleir (ex-Marítimo sub-23), Andrezinho e Bruno Almeida.

– Avançados: João Traquina (ex-Académica), Youcef Bechou, Djalma, Welves (ex-Lviv, Ucrânia), Henrique Pachu, Stevy Okitokandjo (ex-Mafra) e Gustavo Santos.

Treinador: Sérgio Machado.

Saíram: Rodrigo Moura (Desportivo de Chaves), Rogério Santos (Feirense), Vítor São Bento (Sporting da Covilhã), João Paulo (Torreense), Keffel Resende (Torreense), Tito Júnior (Varzim), Matheus Índio (Vitória de Guimarães), Nurettin Korkmaz (Kayserispor, Tur), Rodrigo Ferreira (Leixões), Adilson Silva (Real), Barth Diedhiou (Lille, Fra), Bruno Moreira, Capita (Lille, Fra) e Elias Achouri (Estoril Praia).

Com lusa.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também

} a || (a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);