quant
Fique ligado

Ultimas Notícias

DECO aconselha: Zero desperdício natalício

O lema é zero desperdício natalício.

Publicado

em


O lema é Zero desperdício natalício.

Começando pelas sobras das refeições. Reaproveite-as e faça novas especialidades. Por
exemplo, se sobrar carne pode fazer empadão. Do pão pode fazer torradas ou tostas. Assados no
forno ganham vida e cor ao juntar fruta, aproveitando a que está mais madura. Batidos e sumos são
também uma boa opção para consumir a fruta madura.
Se não quiser dar largas à sua imaginação culinária, coloque as sobras no frigorífico, na zona
mais fria. Aguentarão alguns dias se estiverem bem cozinhadas e guardadas, no máximo, a 4º C. Se
acha que não vai comer os alimentos nos próximos 1 a 3 dias, congele-os.
Comprou demasiados alimentos que acabou por não cozinhar? Verifique as datas:
A data-limite de consumo (“consumir até…”) indica até quando o produto pode ser consumido
em segurança. Aplica-se aos alimentos muito perecíveis, cuja comercialização fora de prazo está
proibida. É o caso do peixe, carne de aves, iogurte fresco ou iogurtes.
A durabilidade mínima (“consumir de preferência antes de…”) refere-se à data máxima de
garantia de qualidade e aplica-se à maioria dos produtos de mercearia e congelados. A embalagem
deve estar intacta e há que respeitar as instruções de conservação.
“Os olhos também comem”. Os embrulhos, laços e enfeites dos presentes são a prova deste
provérbio. Para cumprir o Zero desperdício, sugerimos que não rasgue o papel de embrulho e
experimente estimá-lo e guardá-lo. E usar papel de jornais ou revistas para os embrulhos? Original e
divertido!
Como segurar o ímpeto dos mais novos ao abrir as prendas não é fácil, que tal optar por um
saco de pano, reutilizável e alusivo ao saco do Pai Natal. Pode usá-lo para todos os presentes, sem
necessidade de os embrulhar.

Artigo inserido na colaboração periódica da DECO – Defesa do Consumidor

Continuar a ler...

Desporto

Futsal Formação: CRB e S. Romão vencem fora de portas em juvenis

Publicado

em

Por

O Centro Recreativo de Bougado e o FC S. Romão regressaram aos triunfos no escalão de juvenis. Em juniores, os bougadenses voltaram a perder.

O destaque do fim de semana nas competições da formação da Associação de Futebol do Porto vai para o escalão de juvenis, no qual as equipas trofenses alcançaram os três pontos.

Em Pedras Rubras, o S. Romão bateu o Académico local, por 2-5, enquanto o Bougado bateu o Águas Santas, também na Maia, por 1-2.

Com a segunda vitória no campeonato, os bougadenses atingiram os sete pontos e ocupam o 8.º lugar, enquanto o S. Romão é 5.º, com 16. Os romanenses, na próxima jornada, defrontam o Águas Santas e o CRB, que joga a meio da semana com o Académico Pedras Rubras, num jogo em atraso, tem encontro, no próximo fim de semana, com o líder Sangemil.

No escalão de juniores, o Bougado também causou surpresa, mas pela negativa, ao ser derrotado, por 4-2, no terreno do S. Pedro Fins. Os bougadenses somam assim três derrotas consecutivas e desceram para o 5.º lugar, com 18 pontos. O Bougado joga agora, a meio da semana, frente ao Baguim do Monte e, no próximo fim de semana, frente ao Urbanização das Areias, ambos em casa.

Já em infantis, em jogo apenas para cumprir calendário, o CRB perdeu em Gondomar frente ao Gondomar Futsal, por 7-1. De lembrar que S. Romão e CR Bougado seguem para a 1.ª Divisão distrital, depois de terminarem a primeira fase em 7.º e 9.º lugares, respetivamente.

Por fim, os iniciados do S. Romão, que viram o seu jogo do fim de semana, frente ao Areias, ser adiado, é 3.º classificado da série 2 da Divisão de Honra, com 24 pontos, mas menos um jogo. Os romanenses voltam a jogar na próxima semana, com a receção ao Santa Isabel.

Publicidade
Continuar a ler...

Desporto

Júlia Sousa campeã nacional V50 de marcha

Júlia Sousa sagrou-se, este domingo, campeã nacional de marcha, no escalão de veteranas V50.

Publicado

em

Por

Júlia Sousa sagrou-se, este domingo, campeã nacional de marcha, no escalão de veteranas V50, ao cumprir os 20 quilómetros da prova realizada em Porto de Mós com o tempo 02:12:54 horas.

A fundista da Escola de Atletismo da Trofa foi 4.ª na geral de veteranas, escalão que teve como vencedora a V40 Inês Henriques, do CN Rio Maior, com o tempo 1:39:32 horas.

Continuar a ler...

Edição Papel

Comer sem sair de casa?

Facebook

Farmácia de serviço

 

arquivo

Neste dia foi notícia...

Ver mais...

Covid-19

Pode ler também