corridacavalos2.jpg

 

 

 

 

 

Mais de seis mil pessoas assistiram à Corrida de Cavalos a Galope, que decorreu na tarde de terça-feira, e que contou com a organização da Junta de Freguesia de S.Martinho de Bougado e com a homologação da Liga Portuguesa de Criadores.

A segunda prova do Campeonato Nacional de Corridas de Cavalos a Galope que decorreu esta terça-feira, dia 25, atraiu à Trofa mais de seis mil pessoas, segundo dados da organização. Recorde-se que esta prova deveria ter decorrido no dia 5 de Março, durante a Feira Anual da Trofa, mas devido às más condições climatéricas foi adiada para esta data.

A organização da prova esteve a cargo da Junta de Freguesia de S.Martinho de Bougado e a pista onde decorreu a prova, o Hipódromo da Trofa, foi homologada pela Comissão Técnica da Liga Portuguesa de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida. Segundo Ricardo Carvalho, presidente da Liga de Cavalos de Corrida “a Trofa tem umas condições óptimas, apesar de não serem as ideais mas pode continuar a receber esta competição. Nota-se aqui um grande esforço por parte da Junta de Freguesia para criar todas as condições para que a prova decorresse com toda a normalidade”, assegurando que “a cidade da Trofa pode continuar a receber este tipo de iniciativas”, concluiu.

Apesar de se ter registado um acidente, no decorrer da prova, tudo não passou de um grande susto, com os envolvidos a serem prontamente assistidos pelos Bombeiros Voluntários da Trofa, e um dos jockeys envolvido na queda acabou mesmo por recuperar a tempo de participar na repetição da manga.

josesacorridacavalos.jpgQuanto aos jockeys a opinião foi unânime, gostaram das condições da pista apesar de Sara Oliveira, a única mulher em prova, considerar que as condições da pista podiam ainda ser melhoradas mas, de uma forma geral as coisas até correram bem.

A correr desde os 11 anos de idade, por influência de um tio, Sara Oliveira tem conseguido alcançar bons resultados “este ano tive umas quatro ou cinco provas, em que fiquei em primeiro e hoje não correu tão bem como esperava”, rematou.

Manuel Gonçalves, criador de Cavalos da Trofa, estava a jogar em casa mas, mesmo assim a sorte não sorriu aos seus cavalos. Logo na primeira prova o jockey Ricardo Gonçalves sofreu uma queda “nunca mais recuperou”. Ao NT Manuel Gonçalves confidenciou que “os meus cavaleiros não conseguiram os lugares que pretendiam, tiveram azar, pois logo no início um cavalo meu caiu, que era o cavalo que vinha para ganhar”, assegurou. Quando questionado sobre se a Trofa tem condições para continuar a receber estas provas o criador foi peremptório “tem condições para continuar a receber as provas, esta foi a primeira, mas estou convencido que depois desta muitas virão”, concluiu.

Por seu lado José Sá, presidente da Junta de Freguesia de S.Martinho de Bougado, considerou que “o balanço desta corrida foi francamente positivo, tanto no que diz respeito à organização como na afluência de publico”, concluiu o autarca.

Para encerrar em beleza e já sem cavalos, Ricardo e Manuel Gonçalves tocaram algumas melodias com as concertinas para animar “a malta” e para fazer a despedida.