Select Page

Clube Slotcar oferece livro a duas mil crianças: Trofi visita todas as escolas do concelho

Clube Slotcar oferece livro a duas mil crianças: Trofi visita todas as escolas do concelho

O Trofi é um tigre com sete anos, muito aventureiro e brincalhão. Nos últimos dias, tem estado num reboliço a visitar as escolas do concelho, juntamente com o amigo Sorrisos, para oferecer a todas as crianças o livro que conta as suas aventuras.

Através da sua experiência, o Trofi quer transmitir mensagens que vão desde a sensibilização para as ações dos Bombeiros e da Cruz Vermelha junto da comunidade, passando pela importância da leitura e da liberdade de expressão, pela igualdade entre todos, na escola e na sociedade.
O Trofi é a mascote do Clube Slotcar da Trofa e incorpora o mais recente projeto da coletividade que, através do livro, pretende exaltar valores e ideais junto dos mais pequenos. A ideia surgiu, em 2015, do presidente do clube, João Pedro Costa, que, inspirado pelo filho, acabou por ter a direção do seu lado. “O livro fala de histórias simples, como a alimentação, em que a criança, normalmente, prefere as refeições menos saudáveis e através disso queremos fazer perceber a importância que todos os alimentos têm, porque há quem não os tenha e aí fazemos a ligação à Cruz Vermelha. Ou a história do gato que está no topo de uma árvore e é preciso salvá-lo e para isso recorremos à Associação Humanitária dos Bombeiros”, afirmou em entrevista ao NT e à TrofaTv, depois da apresentação da obra, na manhã de 25 de março, no espaço cultural da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa
A obra foi escrita pela trofense Alexandra Santos, que também se inspirou nos sobrinhos para conceber as aventuras do Trofi. A base para a elaboração do livro foram os “valores que devemos transmitir às crianças e o que eles devem aprender para, depois, em adultos, agirem de forma correta”, explicou a autora, que viu, mais tarde, as histórias ganharem forma e cor pelas mãos do ilustrador Paulo Fernandes. Este explicou que “as histórias são muito ilustrativas e têm uma descrição muito detalhada das situações, por isso foi muito fácil construir todo o imaginário”.
No enredo, o Trofi conta as suas aventuras e dá a conhecer a atividade de algumas das instituições mais importantes do concelho, como a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa e a delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa. Nas escolas, o pequeno tigre tem espalhado conhecimento e alegria, com a ajuda do amigo Sorrisos, mascote da Cruz Vermelha.
O projeto não passou despercebido ao Instituto Português do Desporto e Juventude, que aplaudiu a iniciativa do Clube Slotcar e o envolvimento dos parceiros.
O jornal O Notícias da Trofa também é um dos parceiros do projeto e, além de também estar associado a uma das histórias do Trofi, também faz parte da equipa que tem apresentado o livro nas escolas. Além disso, esta edição do jornal é acompanhada do destacável que também é entregue juntamente com o livro, com actividades para as crianças.
O presidente do Clube Slotcar sublinhou que a oferta do livro a cerca de duas mil crianças “é a cereja no topo do bolo” deste projeto e anunciou que “haverá continuidade”, pois “a Alexandra Santos já está a escrever histórias para um segundo livro do Trofi”.

O Trofi vai visitar todas as escolas do concelho e oferecer o seu livro a cerca de duas mil crianças que frequentam o jardim de infância e 1.º ciclo.

“Este livro vai ser levado a todas as escolas do concelho, as crianças vão lê-lo e, a maior parte deles, guardá-lo. A partir daí, poderemos vir a angariar, futuramente, voluntários para os Bombeiros. Louvamos muito esta iniciativa do Clube Slotcar”.

Manuel Dias, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários da Trofa

“Mais uma vez, temos um instrumento precioso que foi criado pelo Clube Slotcar e nós vamos beneficiar, porque vamos poder passar as mensagens que estão escritas e que se referem à atividade da Cruz Vermelha e do refeitório social Porta de Sabores. Esperamos que as crianças conheçam as respostas sociais que existem tão perto de nós e percebam que devemos ajudar, ser solidários”.
Daniela Esteves, presidente da delegação da Trofa da Cruz Vermelha Portuguesa

“As associações e a sociedade civil têm um papel complementar ao papel do Estado e o Clube Slotcar está a cumprir muito a sua missão, que é complementar aquilo que é a educação formal, através de ações que ajudam a que os jovens possam aprender mais coisas e adquirirem valores”.
Vítor Dias – Diretor Regional do Norte do Instituto Português do Desporto e Juventude

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização