A tradição da festa religiosa, que se prolonga há mais de 60 anos, e que inclui a peregrinação e missa de S. Gens. No domingo, 6 de agosto, a manhã começa com uma missa, seguindo-se a peregrinação do facho até ao santuário e como o dia é dedicado a S. Gens, pelas 11.30 horas decorre a missa solene. É também durante a tarde de domingo, que se realiza o Festival de Folclore Bougado 2015, promovido pelo Grupo de Danças e Cantares de Santiago de Bougado e que, além do anfitrião, conta com a atuação do Grupo Folclórico e Etnográfico da Associação Recreativa e Cultural de Cova do Ouro e Serra da Rocha, de Coimbra, do Grupo Folclórico de Santa Cruz de Vila Meã, de Amarante, do Rancho Folclórico Recreativo e Cultural “As Florinhas de Rio Meão”, de Santa Maria da Feira, e do Rancho Folclórico da Associação Cultural e Recreativa Conde, de Guimarães. Já há alguns anos que o festival se realiza durante as festas de S. Gens, fruto da parceria estabelecida entre a comissão de festas e o Grupo de Danças e Cantares de Santiago de Bougado, para “encurtar as despesas” e animar todos os presentes, esclareceu Manuel Ramalho, responsável pela organização das festas.

Mas antes, o dia 5 de setembro é dedicado a Nossa Senhora da Alegria, celebrando-se uma missa solenizada.

No dia 21, Dia da Gente do Mar, são esperados muitos peregrinos e cerca de “30 a 40 autocarros, cheios de pessoas de várias zonas do País que se mobilizam até ao Monte de S. Gens, quer seja para cumprir promessa ou simplesmente por fé”, adiantou o responsável.

Manuel Ramalho realçou o facto de a comissão de festas não ter praticamente despesas a organizar o certame, sendo que as únicas verbas gastas são canalizadas nas obras de requalificação do espaço para receber cada vez melhor os romeiros e peregrinos.