Select Page

Cheias rápidas e queda de árvores: Proteção Civil faz aviso à população

Cheias rápidas e queda de árvores: Proteção Civil faz aviso à população

O aumento da precipitação, chuvas fortes, queda de neve e a agitação marítima podem representar riscos nos próximos dias.

A Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) avisou a população para que esteja atenta, devido ao agravamento das condições meteorológicas a partir desta quinta-feira.

Em comunicado, a Proteção Civil alerta para a possibilidade de “cheias rápidas em meio urbano”, “inundação por transbordo de linhas de águas nas zonas mais vulneráveis”, “inundações de estruturas urbanas subterrâneas”, “formação de lençóis de água e gelo, “queda de ramos ou árvores, “danos em estruturas montadas ou suspensas”, “acidentes na orla costeira” e “fenómenos geomorfológicos causados pela saturação dos solos”.

Segundo as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a precipitação persistente, a queda de neve, a intensificação do vento e o agravamento da agitação marítima em toda a costa podem representar um risco para a população nos próximos dias.

A chuva vai afetar as regiões Norte e Centro com mais intensidade a partir da tarde desta quinta-feira, podendo ser acompanhada de trovada e granizo a partir de sexta-feira, quando se estenderá à região Sul.

Já o vento poderá atingir os 110 km/hora nas terras altas e os 85 km/hora no litoral.

Também deverá haver queda de neve, a partir do final desta quinta-feira, acima dos 1000 metros de altitude, sendo que, na sexta-feira, esta pode cair também entre os 600 e os 800 metros.

Quanto à agitação marítima, as ondas poderão atingir máximos de 15 metros, a norte do Cabo Raso, prevendo-se que o período mais crítico ocorra entre 12h e as 21h desta sexta-feira.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª página da edição papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização