Com o intuito de destacar a “importância da prevenção e intervenção precoce” sobre doenças psiquiátricas, o Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) comemorou, no dia 10 de outubro, o Dia Mundial da Saúde Mental. A iniciativa, que se realizou pela primeira vez, terá continuidade nos próximos anos e será alternado entre as unidades hospitalares de Vila Nova de Famalicão e de Santo Tirso.
O programa teve duas vertentes a decorrer em simultâneo na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão e na área de Consulta Externa da Unidade de Vila Nova de Famalicão do CHMA. A iniciativa realizada na Casa das Artes teve bastante adesão, segundo fonte do CHMA, e consistiu na exibição do filme “Para-me de Repente o Pensamento”, comentado por Manuel Matos (antigo diretor do Serviço de Psiquiatria do CHMA), e no debate com o tema “Saúde Mental: um Olhar Interdisciplinar”.
A outra iniciativa “permitiu esclarecer os utentes sobre questões relacionadas com a doença mental e informar sobre as diferentes doenças psiquiátricas”, esclareceu a mesma fonte. “A interação foi reforçada entre utentes e profissionais, através do desafio lançado de pensarem e deixarem testemunhos escritos sobre o que contribui para a saúde mental”, concluiu.
Recorde-se que, recentemente, o Serviço de Saúde Mental do CHMA foi considerado como “Good practice” no documento internacional “Joint Action on Mental Health and Well-being” de 2016.