Foram crismados 228 jovens não só do concelho da Trofa como também do de Vila do Conde. Este sacramento representa a confirmação na fé.

No domingo, dia 27 de novembro, foi celebrada na Igreja Nova da Trofa a cerimónia da administração do crisma a 228 jovens. Esta cerimónia foi presidida pelo bispo auxiliar do Porto, Pio Alves, e contou com a presença do padre Luciano Lagoa, vigário da vigararia da Trofa – Vila do Conde, e de outros párocos da Trofa e de Árvore,

Pio Alves apelou aos jovens que receberam o crisma para não considerarem este segundo batismo como o culminar do ciclo da catequese, mas sim como um meio para poderem “testemunhar a sua fé”, mostrando-a em qualquer parte das suas vidas.

Já Luciano Lagoa admite que este sacramento é um processo de iniciação cristã. “O crisma é a altura em que todos os que são batizados assumem, responsavelmente, a sua fé. Na altura do batismo foram os pais que falaram por estes jovens acerca da fé, mas agora foram os próprios crismados que assumiram a sua fé perante a Igreja. Este é um passo importante que significa o fim do processo da iniciação cristã, a partir desse momento os crismados são consideradas como pessoas adultas na fé”, asseverou.

Nesta cerimónia, foram crismados jovens das oito paróquias da Trofa e também da paróquia de Árvore, em Vila do Conde.

{fcomment}