O 25 de Abril está em destaque até ao final do mês na Casa da Cultura da Trofa, com duas exposições temáticas, que ocupam três salas de exposição e podem ser visitadas por todos, como forma de assinalar não só a data da revolução, mas dando o mote para a comemoração dos 100 anos da República.

 

Sob o tema “25 de Abril: Memória e Projecto de um tempo recente”, a exposição cedida pelo Centro de Documentação 25 de Abril da Universidade de Coimbra, estará patente na Casa da Cultura da Trofa até ao final do mês e ilustra os acontecimentos ocorridos, entre 1973 e 1976, “com especial destaque para o antes e depois da Revolução e está inserida nas comemorações do Centenário da República”, conforme explicou o vereador da cultura.

Na mesma altura foi inaugurada, também, a exposição “Crescer em democracia: um olhar de criança”, idealizada pela biblioteca local e que pretende, com uma abordagem simples, criativa e divertida, chamar a atenção dos mais novos para a importância desta data e as consequências que esta Revolução teve para o país.

Assis Serra Neves adiantou, ainda, que estas são “apenas duas das muitas iniciativas que irão decorrer no concelho, no âmbito do Centenário da República, e que culminarão com a Grande Parada da GNR, no dia 12 de Outubro. “Esta parada será, ao mesmo tempo, a rampa de lançamento para as comemorações do centenário da GNR, pelo que espero que os trofenses adiram as estas iniciativas, que vão decorrer de forma descentralizada,” acrescentou, dando como exemplo “a inauguração de um segundo pólo dos Meninos Cantores do Município da Trofa, na ASCOR, no próximo dia 18 de Abril.”

Para combater a falta de interesse pelos eventos culturais no concelho, Assis Serra Neves adiantou que “se os trofenses não vão ao encontro das iniciativas culturais, vão as iniciativas culturais ao encontro dos trofenses e, um destes dias, entramos num qualquer café com os nossos programas.”