entrega-equipamentos-bombeiros-164
Com a chegada do Verão, a preocupação com o aumento dos fogos florestais é constante, mas não menos importante é a necessidade da proteção daqueles que os combatem.
Sábado, 23 de maio, foram distribuídos 48 equipamentos de proteção individual, que se traduz em 50 por cento das necessidades dos Bombeiros Voluntários da Trofa. Sérgio Barros, que marcou presença na cerimónia em representação da Autoridade Nacional de Proteção Civil, assegurou que a restante parte dos equipamentos “será entregue brevemente”.
Para Filipe Coutinho, comandante em exercício de funções dos bombeiros, os equipamentos entregues “são de uma importância vital” para proteger a integridade física de qualquer soldado da paz para a época que se aproxima. “É fundamental para os bombeiros estarem devidamente equipados e protegidos para poderem efetuar um trabalho nas melhores condições”, garantiu.
A candidatura ao POVT (Programa Operacional de Valorização do Território) foi submetida pela Área Metropolitana do Porto, abrangendo os 17 municípios que a integram, sendo financiada por fundos comunitários e cada autarquia custeou apenas cinco por cento do valor dos equipamentos.
Quem aproveitou a presença das diversas entidades responsáveis pela melhoria das condições de trabalho das corporações foi Manuel Dias Costa, presidente da direção da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários da Trofa, referindo que novos equipamentos necessitam de sítios apropriados para serem guardados e que a ampliação dos balneários femininos e masculinos da corporação é outra das necessidades a ser colmatada. “Também temos outras obras projetadas, a que nos vamos candidatar a fundos comunitários para levar avante este projeto”, sustentou.
O presidente da Federação distrital dos Bombeiros do Porto manifestou o “apreço” e o agradecimento em nome de todos os “soldados da paz” do concelho pela entrega do material e deixou uma mensagem para aqueles que todos os dias arriscam as suas próprias vidas para salvar as de outrem. “Tenham presentes uma coisa: este equipamento servirá para vocês terem o cuidado de trabalhar de uma forma que quando regressarem a casa venham sãos e salvos”, declarou Dias Costa, acrescentando que “é importante que a imagem dos bombeiros do concelho, seja uma imagem viva e forte” perante toda a população.

Seguro prometido pela Câmara ainda não chegou aos bombeiros

Quase cinco meses passados do início de 2015, os Bombeiros Voluntários da Trofa continuam a esperar pelo seguro que a Câmara Municipal da Trofa prometeu contratar, a fim de cobrir as necessidades da corporação.
Na cerimónia de entrega dos Equipamentos de Proteção Individual, os soldados da paz ficaram a saber que a autarquia não fez ainda o seguro de saúde prometido e que vai optar por atribuir um subsídio à associação humanitária, para que o seguro possa finalmente ser contratualizado.
O valor do seguro ronda, de acordo com as declarações do presidente da Câmara, Sérgio Humberto, cerca de “15 mil euros”.