E se estes donativos “são muito significativos” para a corporação, uma nova inscrição de associado não tem menos importância. Por isso, a Associação Humanitária lançou uma campanha, que vigora até ao fim do ano, em que cada novo sócio está isento de joia de inscrição, tendo apenas que desembolsar 18 euros de cota anual, que representam “um euro e meio por mês”.

Os interessados podem dirigir-se ao quartel dos Bombeiros Voluntários, na Rua D. Pedro V, em S. Martinho de Bougado, preencher o impresso de inscrição e entregar uma fotografia e o valor da cota anual. Caso não tenha fotografia, a associação dispõe os meios multimédia para a tirar.

“Um dos motivos pelos quais lançamos esta campanha é para que as pessoas possam colaborar de forma continuada, dentro das suas posses. Infelizmente, apesar de todos os trofenses reconhecerem o trabalho que os Bombeiros fazem, muitos ainda não são sócios”, frisou.

Este ano, o mês de agosto foi negro para a corporação trofense, do ponto de vista patrimonial, já que “três viaturas ficaram inutilizadas, uma ambulância e dois carros de combate a incêndios”. Estes equipamentos, frisou, envolvem “valores muito expressivos, bastante acima dos cem mil euros” e se “pequenos montantes não resolvem o problema, com muitos pequenos montantes será muito mais fácil”. “Com esta campanha procuramos incentivar mais as pessoas para podermos criar o máximo de condições para este corpo de bombeiros voluntários, que não ganham um tostão, ter os equipamentos necessários para atuar durante todo o ano”, afirmou.

A associação também disponibiliza o NIB (0033 0000 45292730503 05) para as pessoas que quiserem fazer um donativo através de transferência bancária.