No âmbito do Dia Mundial da Doença de Parkinson 2020, assinalado no dia 11 de Abril, a BIAL lança um novo filme com o objetivo de desmistificar esta doença, mostrar as incríveis conquistas e a diversidade de pessoas que vivem com Parkinson.

O filme, “Keep on moving“, insere-se numa campanha de âmbito mundial lançada pela BIAL nas redes sociais há quatro anos e que visa aumentar a consciencialização e o conhecimento sobre a Doença de Parkinson e inspirar milhões de pessoas que vivem com esta condição em todo o mundo.

A Doença de Parkinson é uma doença neurodegenerativa que afecta 1,2 milhões de pessoas na Europa.1  À medida que a patologia evolui, tarefas diárias comuns, como tomar banho, vestir-se, comer, dormir e caminhar, podem tornar-se verdadeiros desafios.2 Com este novo filme, BIAL pretende enfatizar que apesar dos condicionamentos, a Doença de Parkinson não define as pessoas.

O filme ilustra pares de pessoas a fazerem o que mais gostam, como tocar guitarra, bateria, desenhar ou cozinhar. Em cada par há sempre um doente com Parkinson e uma pessoa sem a doença. A mensagem do filme pretende chamar a atenção para o que torna os doentes de Parkinson extraordinários, em vez de focar naquilo que os torna diferentes. Ao partilhar estas histórias, BIAL espera realçar o que as pessoas com Parkinson são capazes de conquistar e também inspirar muitos doentes a reconhecerem que são muito mais do que a sua doença.

Para Rui Sobral, Director do Departamento Global da Doença de Parkinson da BIAL, “apesar da Parkinson mudar a vida das pessoas, é importante que elas não se autolimitem ou percam a autoestima. Com esta campanha queremos contrariar a ideia menos positiva que ainda existe em torno dos doentes e mostrar a todos o que conseguem realizar. Desejamos que este filme dê confiança e encoraje milhões de pessoas que vivem com Parkinson a nunca desistirem das suas paixões, daquilo que mais gostam de fazer e ‘Keep on moving’.”

Desde 2017 que a BIAL desenvolve campanhas globais associadas ao Dia Mundial da Doença de Parkinson. O objetivo destas campanhas é sensibilizar a população sobre a doença e a forma como afeta as pessoas que, direta ou indiretamente, por ela são atingidas. Os filmes já realizados, e que registaram mais de 1,1 milhões de visualizações, também pretendem ilustrar como algumas das limitações associadas à doença podem ser superadas com a compreensão e o apoio de todos.