JI de Fonteleite promoveu ação de sensibilização sobre perigos da internet e prevenção rodoviária.

A Escola Básica de Fonteleite, em S. Mamede do Coronado, encheu-se na noite do dia 3 de fevereiro. Não para as crianças terem aulas, mas sim para sensibilizar os encarregados de educação em dois temas sensíveis: a segurança na internet e a prevenção rodoviária.

Com a colaboração da Escola Segura da GNR, a Associação de Pais do estabelecimento de ensino promoveu uma ação de sensibilização, que os pais consideraram “muito rica na matéria abordada”. O primeiro assunto versou sobre os cuidados a ter com os filhos na internet e na utilização do telemóvel. “É preciso estar atento às atitudes deles para com estas tecnologias e vigiar por onde navegam”, afirmou Carlos Fernandes, presidente da Associação de Pais.

Depois, os pais ouviram conselhos sobre prevenção rodoviária, pois “nunca é demais relembrar a utilização do cinto de segurança, moderação da velocidade, as cadeiras para as crianças, entre outros aspetos”.

Segundo Carlos Fernandes, o agente da Escola Segura, considerou a ação de sensibilização “positiva, pois iniciativas destas são sempre úteis e nunca são demais”.

O presidente da Associação de Pais sublinhou ainda que “esta ação é a continuidade da sensibilização feita aos alunos no nosso projeto ‘Cartaz da Passadeira’, agora virada para os pais e encarregados de educação”. “Como diz o agente ‘não devemos colocar o cinto por causa da multa mas sim, por causa da nossa segurança’. Esta ação permitiu que o tempo fosse utilizado para chamadas de atenção para os nossos hábitos. Agradecemos desde já à escola segura da GNR e acima de tudo ao tempo disponibilizado pelo cabo Henrique Vicêncio. Também agradecemos aos pais que responderam com a sua presença”, concluiu.

{fcomment}