Em protesto com o número de vezes que já foi assaltado, o proprietário do posto de abastecimento Cepsa, em Santiago de Bougado, decidiu manter o estabelecimento fechado durante a manhã, depois de mais uma visita dos amigos do alheio.

É o segundo assalto no espaço de uma semana. Cerca das 3h30 da madrugada desta sexta-feira, quatro homens, mascarados e munidos de luvas, partiram tudo o que encontraram pela frente.

Além do vidro da porta principal, três dos indivíduos que acederam ao interior do estabelecimento estroncaram portas e carregaram o carro em que se fizeram transportar com raspadinhas, tabaco e dinheiro que existia em dois fundos de caixa.

O cenário da destruição que provocaram ainda era bem visível de manhã, ao contrário de outras ocasiões em que o proprietário se esforçou para colocar o posto em funcionamento na hora de abrir. Sem querer falar à frente das câmaras, o proprietário disse ao NT/TrofaTv que está “cansado dos assaltos” de que tem sido vítima e “em jeito de protesto” decidiu não esconder os efeitos de mais um assalto, do qual resultaram prejuízos de “cerca de 60 mil euros”.