zamorano

O defesa Zamorano, do CD Trofense, penúltimo classificado da Liga portuguesa de futebol, acredita que a manutenção ainda é possível, depois do triunfo caseiro sobre o Belenenses (2-1), no fecho da 27ª jornada.

Zamorano foi um dos protagonistas da vitória de segunda-feira, num jogo entre adversários directos na luta pela manutenção: a equipa da Trofa conseguiu uma suada e sofrida vitória e entregou a “lanterna vermelha” do campeonato aos “azuis” do Restelo.

Já a vencer por 2-1 – golos de Varela (12 minutos) e Hugo Leal (23, de grande penalidade), para os locais, e de Wender (26), para os forasteiros -, o Trofense conseguiu na parte final evitar o empate, apesar da insistência e das muitas oportunidades de golo do Belenenses.

Zamorano defendeu um golo certo mesmo antes do apito final (95 minutos), quando um remate de Baiano surpreendeu o guarda-redes Marco. O defesa conseguiu tirar a bola mesmo em cima da linha da baliza, num lance que descreve como sensação de “ter marcado golo”.

“Aquela defesa foi muito importante para conseguirmos os três pontos. Quando tirei a bola mesmo em cima da baliza, senti quase que tinha marcado um golo. O empate ia dificultar ainda mais as nossas contas. Com esta vitória, reafirmamos que ainda estamos na luta”, disse à Agência Lusa Zamorano.

O Trofense terá pela frente três difíceis encontros, antes do final da temporada. Segue-se uma visita ao Estádio da Luz (28º jornada), a recepção ao FC Porto (29ª jornada) e um jogo em casa do Paços de Ferreira (30ª e última jornada).

“Acredito, obviamente, que ainda podemos ficar na Liga. Sabemos que nos faltam três adversários difíceis, mas também sabíamos desde o início da época que não teríamos jogos fáceis. Relembro que na primeira volta também conquistámos pontos frente a estes clubes considerados grandes”, concluiu o defesa.

O Trofense segue em penúltimo (15º), com 22 pontos, mais um do que o último classificado, o Belenenses, e menos dois em relação ao Rio Ave (14º).