O Trofense recebeu e venceu este domingo o Penafiel por 1-0 em jogo da 26ª. jornada da Segunda Liga, disputado no Desportivo Trofense, na Trofa.

Obrigado a vencer para se manter na luta pela manutenção, o Trofense apostou num ”onze” com várias alterações face ao último jogo oficial, com destaque para a entrada do último ”reforço” de inverno Hélder Sousa, que regressou a Portugal após se desvincular dos cipriotas do APOEL.

O Penafiel, que goza de uma classificação bem mais confortável, começou por dominar o encontro apostando em jogadas simples mas mais precisas. Aos 16 minutos, Rafa, com um cabeceamento ao lado, assustou os trofenses, que só despertaram após a primeira meia hora com Magique a rematar à barra, após fugir à marcação de três adversários (33 minutos). 

 

Até ao intervalo, oportunidades foram repartidas. Rui Miguel isolado frente a Marco Gonçalves permitiu a defesa do guarda-redes da casa (42 minutos) e Rateira respondeu com um remate para fora, aos 45. 

Na segunda parte, o jogo manteve o ritmo intenso e ainda no início do segundo tempo o Trofense apostou nas jogadas em contra-ataque e nos lances de bola parada, em contraponto com o futebol mais organizado do Penafiel. 

Tiago, aos 51 minutos, atirou por cima e Hélder Sousa, aos 55, de livre atirou perto do poste de Coelho, enquanto Coronas, aos 61 e aos 63, não fez melhor. 

Numa altura em que qualquer equipa justificava a vantagem, o golo acabou por surgir para a equipa da casa, aos 69 minutos, quando Luiz Alberto, de cabeça ao segundo poste, completou muito bem um canto marcado na direita por Hélder Sousa. 

Até ao final da partida, tanto o conjunto orientado por Micael Sequeira como o de Miguel Leal poderiam ter feito golo, mas as respetivas defesas estavam muito atentas e organizadas, sobretudo do lado da baliza trofense, onde Marco Gonçalves evitou o empate dos visitantes por várias ocasiões.