Com esta vitória, o Trofense deu um importante passo na luta pela permanência, mantendo-se acima dos lugares de despromoção.
 

O Trofense venceu (4-2) hoje o FC Porto “B” que esteve reduzido a dez desde os 54 minutos, em encontro da 35.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.

Com esta vitória, o Trofense – que não vencia desde a 30.ª jornada, a 3 de março, quando recebeu o Atlético (3-2) – deu um importante passo na luta pela permanência, mantendo-se acima dos lugares de despromoção com 32 pontos.

A formação “B” do FC Porto começou mais atacante com Tozé a atirar à figura do guardião trofense Conrado (aos quatro minutos) mas a reacção da equipa da casa não se fez esperar e, aos nove minutos, após cruzamento de Paulinho, Leandro marcou o primeiro golo da partida com um remate forte da esquerda.

Caballero (10 minutos) e Tozé (21 e 34) tentaram o empate mas primeiro foi o defesa Aires a salvar e depois foi a vez de Conrado voltar a mostrar bons reflexos.

Do lado do Trofense, Magique (36 minutos) e Tiago (39) também tentarem mas ambos os remates saíram por cima.

Antes do intervalo, a equipa da Trofa conseguiu ampliar o marcador com um golo de Paulinho (44 minutos), mas os portistas, após o regresso ao relvado, conseguiram reduzir por intermédio de Caballero (50).

Adivinhava-se muitas dificuldades para os trofenses, já que o FC Porto “B” mostrava ter entrado no segundo tempo apostado num ataque agressivo, mas a expulsão de Seri, aos 54 minutos, que viu o segundo amarelo após falta dura sobre Leandro, acabou por ditar nova “reviravolta” no ritmo do jogo e o Trofense conseguiu recuperar o comando do encontro.

À passagem do minuto 55, o juiz algarvio Nuno Almeida considerou que João Amorim foi travado, em falta, na pequena área por Sérgio Olveira. Na conversão da grande penalidade, Hélder Sousa repôs a vantagem de dois golos (56 minutos).

Mas a sorte voltou a mudar de lado e, Dellatorre, aos 81 minutos, voltou a dar esperança aos visitantes que quase empatavam, aos 90 minutos, não fosse a grande defesa do guardião trofense que susteve um remate forte de Quiño.

Tempo para Guilherme marcar a sua estreia absoluta com as cores do Trofense com um golo, no último minuto da compensação (90+5), após assistência de João Amorim.