Um golo solitário de Rateira valeu hoje ao Trofense, frente ao Beira-Mar, a primeira vitória desta época, em jogo da segunda jornada do Grupo D da primeira fase da Taça da Liga de futebol, disputado na Trofa.

A jogar em casa emprestada pelo seu adversário, devido à preparação do relvado do Estádio Municipal de Aveiro para a final da Supertaça Cândido Oliveira a 10 de agosto, entre o Benfica e o Rio Ave, o Beira-Mar viu-se reduzido a dez jogadores nos últimos 10 minutos de jogo, altura em que também desperdiçou uma grande penalidade que poderia empatar a partida.

Num jogo típico de início de época, ambas as equipas passaram boa metade do primeiro tempo a estudar quer a estrutura adversária, quer a organizar-se internamente.

Aos 33 minutos, Rateira, aproveitando bem um passe longo de Tiago, adiantou os trofenses no marcador, resumindo-se esta à única real oportunidade de golo do primeiro tempo.

Logo após o intervalo, Brayan Riascos dispôs de um boa oportunidade para aumentar a vantagem, mas a defesa aveirense sacudiu o perigo, e Billal Sebaihi respondeu com um remate forte, aos 60 minutos, que embateu no guardião da Trofa.

No último terço da partida, o ritmo de jogo intensificou-se, o que se refletiu numa expulsão por falta dura de Anderson sobre Miguel Ângelo, aos 81.

Praticamente, no lance seguinte, Rateira derruba Pedro Moreira na área, comprometendo, a poucos minutos do fim, a vitória, mas Diogo Freire fez a defesa da tarde e travou a grande penalidade marcada por Billal Sebaihi (86 minutos).

C/lusa