trofense20122013

Um golo de Paulinho, de grande penalidade e em período de compensação, deu esta quarta-feira ao Trofense a segunda vitória na 2ª Liga, desta feita por 2-1, no terreno do Tondela, que sofreu a primeira derrota, à terceira jornada.

A perder por 1-0 desde o minuto 24 – golo de Piojo -, o Trofense esteve na iminência da derrota até muito perto do fim, mas deu a volta ao marcador nos minutos finais, com uma “bomba” de Rateira (81) e o penalti de Paulinho.

Na primeira parte o Tondela ainda conseguiu traduzir em campo os princípios de jogo defendidos pelo técnico Vítor Paneira, com muita circulação de bola, passes de rotura em zonas interiores e desmarcações pelas alas em velocidade. Neste período a equipa do Trofense também deixou alguns avisos concretos com Paulinho, Gomis e Semedo a semearem o pânico no reduto defensivo do Tondela, no entanto, a vantagem ao intervalo era justa para os homens da casa.

O primeiro momento de perigo pertenceu a Tiago Barros que disparou de muito longe mas a bola passou perto da barra da baliza de Marco, volvidos cinco minutos Paulinho fez o que quis de Pica e só não marcou porque foi demasiado displicente.

O marcador foi inaugurado aos 24 minutos, com Dyego Sousa e Piojo a entenderem-se às maravilhas e o argentino a inaugurar o marcador. A vantagem podia ter sido dilatada pouco depois com Márcio Sousa atirar à barra num livre direto apontado à entrada da área. Este lance despertou ainda mais os visitantes em busca do empate, colocando sempre em sentido os centrais Carlos André e Pica, este último acusando algum nervosismo no seu regresso ao “onze” titular.

O Trofense esteve perto de marcar perto do intervalo, na sequência de um pontapé de canto, com Herbert Santos a subir mais alto do que toda a gente e Bruno Sousa a ter de se aplicar a fundo para não deixar levar a sua equipa empatada para os balneários. O bom período da equipa da Trofa continuou no segundo tempo.

Rateira era o mais inconformado, causando a espaços perigo na área do Tondela, que apesar de tudo foi dando sinais de querer recomeçar a pressionar alto a defensiva visitante. Primeiro, Piojo apareceu isolado na área em mais uma tabela com Márcio Sousa, depois, Edson, numa jogada individual, esteve perto do segundo golo, mas, na resposta, Rateira também podia ter marcado. Não o fez nesse lance, mas conseguiu-o pouco depois, acabando por ser um dos protagonistas da partida, ao estabelecer o empate com um remate de fora da área, aos 81 minutos.

Para o Tondela, o pior ainda estava para vir e chegou ao cair do pano, quando Ericsson perdeu a bola de forma infantil e permitiu o contra-ataque do Trofense, num lance que travado em falta por Pica dentro da área. Paulinho, que sofreu a falta, converteu o castigo máximo, dando os três pontos à equipa do Trofense.

Tondela – Trofense, 1-2.

Jogo no

Estádio João Cardoso, em Tondela.

Assistência:

842 espetadores.

Árbitro:

Manuel Mota (Braga).

Ao intervalo:

1-0.

Marcadores:
1-0, Piojo, 24 minutos.
1-1, Rateira, 81.
1-2, Paulinho, 90+1 (grande penalidade).

Equipas:
Tondela: Bruno Sousa, Edson, Pica, Carlos André, Pedro Araújo, Ericsson, Luís Aurélio (Jô, 68), Tiago Barros, Márcio Sousa (Fábio Pacheco, 60), Piojo, Dyego Sousa (Fonseca, 73). (Suplentes: Cláudio, Materazzi, Fábio Pacheco, Jô, Fonseca, Bacar e Cândido Costa).
Treinador: Vítor Paneira

Trofense: Marco, Tiago Lopes, Hebert Santos, Luís Alberto, Matheus, Tiago, Josi (Moreira, 77), Gomis, Semedo (Vitinha, 65), Rateira, Paulinho (Aires, 90+2). (Suplentes: Salgueiro, Vitinha, Moreira, Aires, Leandro, Jorge Inocêncio, Dani).
Treinador: Manuel Gomes “Neca”.

Ação Disciplinar: Cartão amarelo para Josi (29), Matheus (43), Tiago (54), Piojo (70), Fábio Pacheco, (76), Fonseca (80), Paulinho (83), Pica (90).

Fonte: Record

{fcomment}