O Trofense venceu hoje o Sporting da Covilhã, por 2-1, em jogo da 29.ª e penúltima jornada da Liga de Honra em futebol, disputado na Trofa, mantendo-se na luta pela subida de divisão.

Licá abriu o marcador aos dois minutos, mas Amessan em cima do intervalo fez o empate, aos 45. Pedro Ribeiro estabeleceu o resultado final, de grande penalidade, logo à entrada da etapa complementar (47 minutos).

Os trofenses gritaram golo bem cedo, quando Licá disparou à entrada da área sem dar hipóteses ao guardião visitante, após jogada combinada entre Nildo e Tiago.

O Sporting da Covilhã – ainda com a hipótese de despromoção no horizonte – estremeceu mas respondeu de imediato por intermédio de Fofana que errou por pouco a baliza, aos sete e aos 15 minutos.

Licá (aos 21) e Ricón (34) protagonizaram as jogadas mais perigosas, mantendo o equilíbrio da partida, até que Amessan acabou por repor a igualdade no marcador, após passe de Wagnão, aos 45 minutos.

Os adeptos da Covilhã fizeram a festa antes do intervalo, mas só mesmo durante a paragem puderam festejar, uma vez que a partida começou com uma grande penalidade a favorecer os locais.

O árbitro lisboeta Pedro Proença considerou que Jason travou Nildo na área e Pedro Ribeiro converteu o castigo máximo, aos 47 minutos.

Aos 49 minutos Varela teve direito a ser chamado de “herói” pelos trofenses, ao retirar mesmo em cima da baliza a bola rematada por Rincon. Wagnão, aos 55, com um cabeceamento forte colocou à prova Marco, que fez a defesa da tarde.

Motivado pelas aberturas dadas pelos anfitriões e pela informação de que o Varzim – adversário direto na luta pela manutenção – perdia em casa com o Belenenses, o Sporting da Covilhã passou a acreditar ainda mais na reviravolta e instalou-se no meio campo do Trofense, apostada na defesa do resultado.

Porfírio Amorim tirou dois avançados, Serginho e Licá, e fez entrar Filipe Gonçalves e Sérgio Nunes, ambos médios. Por essa altura já os visitantes estavam reduzidos a dez jogadores: Abdoulaye viu o segundo amarelo por carga sobre Nildo (60 minutos).

Fofana (63), Reguila (79) e Bruno Severino (83) foram os autores das principais jogadas de ataque até ao final do encontro, mantendo-se a incógnita nas contas da descida e da subida.

Depois de o Feirense ter garantido a subida hoje, o Trofense, para acompanhá-lo, precisa de vencer o Santa Clara em Ponta Delgada e esperar que o Gil Vicente (2.º) perca em Barcelos com o já despromovido o Fátima.

Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

Trofense – Sporting da Covilhã, 2-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

1-0, Licá, 02 minutos.

1-1, Amessan, 45.

2-1, Pedro Ribeiro, 47 (g.p.).

Equipas:

– Trofense: Marco, Gegé, Pedro Ribeiro, Varela, Igor, Moreilândia, Tiago, Nildo, Serginho (Filipe Gonçalves, 59), Chico (Reguila, 55) e Licá (Ricardo Nunes, 75).

(Suplentes: Alex Alves, Caicó, Filipe Gonçalves, Reguila, Bahin, Santos e Ricardo Nunes).

– Sporting da Covilhã: Serginho, Ivo Pinto, Wagnão, Abdoulaye, Jason (Bruno Severino, 73), Dani (Milton, 64), Flávio (Samson, 88), Fofana, Amessan, Vouho e Rincón.

(Suplentes: Igor Araújo, Vasco Varão, Samson, Milton, Hélder Rodrigues, Bruno Severino e Lupede).

Árbitro: Pedro Proença (Lisboa).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Dani (20), Flávio (28), Abdoulaye (28 e 60), Serginho (37), Jason (46), Fofana (53), Igor (53), Moreilândia (81) e Wagnão (90). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Abdoulaye (60).

Assistência: Cerca de 5000 espetadores.