O Portimonense venceu este sábado o Trofense, por 4-3, em encontro da oitava jornada portuguesa de futebol, disputado na Trofa, no qual os algarvios chegaram a ter uma vantagem de três golos. O Portimonense entrou muito bem e gozou da desorganização do Trofense, que, no entanto, na segunda parte apareceu transfigurado.

Aos 25 minutos, os algarvios já levavam uma vantagem de dois golos. Primeiro foi Dyego Sousa a marcar, de cabeça, após cruzamento de Ricardo Pessoa, logo aos quatro minutos. O segundo golo resultou de um verdadeiro “brinde” do guarda-redes Conrado, que não controlou a bola perante dois adversários, Quinaz não se fez rogado à oferta e entregou a bola a Kanazaki, que só teve de encostar para golo (25 minutos). Sem registar qualquer situação de perigo na primeira meia hora, o Trofense mantinha-se apagado, ao ponto do terceiro golo do Portimonense ter surgido com toda a naturalidade, aos 33 minutos: passe de Dyego Sousa para Quinaz completar.

Os locais continuavam parados a ver jogar o Portimonense, que mantinha um ritmo alucinante de jogo, mas já nos descontos da primeira etapa conseguiram reduzir a desvantagem. Hélder Sousa converteu uma grande penalidade, a castigar falta de Pessoa sobre Maicon Assis (45+4 minutos).

O intervalo despertou o Trofense que surgiu mais ofensivo, sobretudo no lado esquerdo do ataque, onde Preciado protagonizou uma bela jogada individual que culminou no golo de Viafara, aos 51 minutos. Os papéis pareciam invertidos, mas uma desatenção de Márcio permitiu que Dyego Sousa entrasse na pequena área e rematasse sozinho contra o corpo de Conrado, mas na recarga Kanazaki “bisou” e fez o quarto golo dos visitantes (61 minutos).

O Trofense reagiu: João Jesus cabeceou para defesa de Márcio Ramos (67) e Hélder Sousa, de livre, atirou à trave (77). Adivinhavam-se mais golos e Maicon Assis correu a ala direita toda e rematou forte sem dar hipóteses (79 minutos).

Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.

Trofense-Portimonense, 3-4.

Ao intervalo: 1-3.

Marcadores: 0-1, Dyego Sousa, 04 minutos. 0-2, Kanazaki, 25 minutos. 0-3, Quinaz, 33 minutos. 1-3, Hélder Sousa, 45+4 minutos (grande penalidade). 2-3, Viafara, 51 minutos. 2-4, Kanazaki, 61 minutos. 3-4, Maicon Assis, 79 minutos.

 

Equipas:

Trofense: Conrado, Tiago Mesquita, Luiz Alberto, Márcio (Padilla, 74), Matheus Zouain, Tiago, Hélder Sousa, Rua (João Jesus, 36), Maicon Assis, Preciado e Viafara (Dennis, 86).

Suplentes: Diogo Freire, João Jesus, Dennis, André Viana, Pedro Monteiro, Neves e Padilla.

Treinador: Luís Diogo.

Portimonense: Márcio Ramos, Ricardo Pessoa, Rui Correia, Nelsinho, Semedo, Ricardo Alves, Vítor Moreno, Mica (Gonzalez, 28 (André Luís, 81)), Kanazaki, Quinaz (Zambujo, 78) e Dyego Sousa.

Suplentes: Ricardo Ferreira, Gonzalez, Anderson Galdino, André Luís, Zambujo, Hugo Gomes e Juninho.

Treinador: Lázaro Oliveira.

Árbitro: Vasco Santos (Porto).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Quinaz (41), Ricardo Alves (44), Viafara (45), Ricardo Pessoa (45+3), Semedo (52), Gonzalez (55), Maicon Assis (64), Hélder Sousa (64), Matheus Zouain (75) e Vítor Moreno (90+6).

Assistência: Cerca de 1.500 espetadores.

Lusa